13 de Julho de 2020,

Economia

A | A

Terça-Feira, 26 de Maio de 2020, 08h:44 | Atualizado:

CRISE

Hotéis e bares cobram manutenção de redução de jornada e salários em MT

Setor está parado desde o fim de março por conta da pandemia

bares-restaurantes.jpg

 

A grave crise econômica que atravessa o setor de hotelaria e alimentação fora do lar neste momento de pandemia do novo coronavírus (COVID-19), em Mato Grosso e no Brasil, foi tema de uma reunião, nesta segunda-feira (25.05), por videoconferência, entre representantes do Sindicato de Hotéis, Restaurantes, Bares e Similares de Mato Grosso (SHRBS-MT) e o senador Carlos Fávaro. O setor fez um requerimento ao parlamentar com diversos pleitos. 

Os principais assuntos da reunião, segundo o presidente do SHRBS-MT, Luis Carlos Oliveira Nigro, foram as MPs nºs 936/20, pedindo a prorrogação da suspensão do contrato de trabalho e a redução de jornada e salário por mais de 90 dias; a MP 927/20, para que somente se considere a Covid-19 uma doença ocupacional se for comprovado o nexo de causalidade, ou seja, a responsabilidade dos empregados seja subjetiva; e a MP 944/20, solicitando a prorrogação para que as empresas façam uso dos créditos para pagamento da folha de pagamento. 

"Quero agradecer ao senador Carlos Fávaro por ter participado dessa importante reunião, onde pudemos apresentar nossos pleitos para que ele possa defender junto com a Federação Brasileira de Hospedagem e Alimentação (FBHA), do nosso presidente Alexandre Sampaio", destacou o presidente Nigro. 

Segundo ele, os pleitos são muito importantes para ajudar o setor a atravessar esse período atual de dificuldade e a se recuperar após a pandemia. "Esperamos ter êxito na maioria dos pedidos para o segmento conseguir se reerguer. Também solicitados que o senador nos ajude a marcar uma reunião com o presidente do Senado, Davi Alcolumbre", concluiu o presidente da SHRBS-MT. 

Outras solicitações foram feitas ao senador, entre elas, buscar auxílio junto ao Ministério da Economia para liberação do FGI, voltado às médias empresas; liberação do PL que aguarda votação no senado sobre a Lei Geral do Turismo, já aprovado na Câmara; apoio junto a Secretaria de Trabalho para a reedição da MP 905 (Contrato de Trabalho Verde Amarelo); e a suspensão por parte dos bancos das parcelas dos financiamentos já contratados por pelo menos 12 meses.

Também participaram da reunião o presidente da FHBA, Alexandre Sampaio; o presidente do Sindicato dos Hotéis, Restaurantes, Bares e Similares de Várzea Grande (SHOBRESVAG-MT), Guilherme Verdum; e as consultoras jurídicas da FHBA e da SHRBS-MT, Lirian Cavalhero e Cláudia Aquino, respectivamente.

 

Postar um novo comentário

Comentários

  • Comente esta notícia

INFORMES PUBLICITÁRIOS

MAIS VÍDEOS