19 de Novembro de 2019,

Economia

A | A

Segunda-Feira, 17 de Fevereiro de 2014, 10h:30 | Atualizado:

Se aprovada, correção da poupança irá demorar, diz jornal

Mesmo se o Superior Tribunal Federal (STF) decidir que os investidores com recursos na caderneta de poupança na implantação dos planos econômicos dos anos 1980 e 1990 têm direito ao ressarcimento por eventuais perdas, os pagamentos não serão imediatos, segundo informações publicadas nesta segunda-feira pelo jornal Folha de S.Paulo. De acordo com a publicação, os valores finais deverão variar conforme o caso.

O julgamento, que se arrasta desde 2010, será retomado no STF nos próximos dias 26 e 27 de fevereiro. De acordo com a Folha, a demora para receber o ressarcimento se dá porque os investidores terão de integrar uma ação específica movida na Justiça e passar por todas as instâncias até que o juiz de cada caso determine que a correção será aplicada. O cumprimento de todas as etapas pode superar seis anos a partir de uma decisão favorável agora, diz o jornal.

Postar um novo comentário

Comentários

  • Comente esta notícia

INFORMES PUBLICITÁRIOS

MAIS VÍDEOS