13 de Julho de 2020,

Entrelinhas

A | A

Quinta-Feira, 04 de Junho de 2020, 11h:04 | Atualizado:

VEREADOR NA MIRA

Juiz quer manter inquérito da PF

misael

 

O juiz membro do Tribunal Regional Eleitoral de Mato Grosso (TRE-MT), Jackson Coleta Coutinho, votou por manter o inquérito da Polícia Federal que apura a suposta prática de Caixa 2 do presidente da Câmara de Vereadores de Cuiabá, Misael Galvão (PTB). A defesa do vereador tenta trancar as investigações alegando "excesso de prazo".

O julgamento, que teve início na manhã desta quinta-feira (4), porém, não foi concluído em razão do pedido de vista – ou seja, a solicitação para melhor análise dos autos -, do juiz de direito e também membro do TRE-MT, Yale Sabo Mendes.

O inquérito da Polícia Federal aponta que Misael Galvão teria movimentado cerca de R$ 800 mil nas eleições de 2016, revelando indícios de prática de Caixa 2 uma vez que o valor não foi declarado à Justiça Eleitoral. O julgamento deve retornar a pauta assim que o juiz Yale Sabo Mendes concluir seu voto.

 

Postar um novo comentário

Comentários (4)

  • Edmilson rosa | Quinta-Feira, 04 de Junho de 2020, 17h31
    1
    0

    Está demorando demais. Pelo menos as próximas eleições acredito que não vai concorrer.

  • José | Quinta-Feira, 04 de Junho de 2020, 16h04
    2
    0

    Ali naquela Câmara não salva UM. Vote.

  • Joao | Quinta-Feira, 04 de Junho de 2020, 14h31
    2
    0

    Misael que faz parte do tribunal de execeção, acredita que vai conseguir ficar impune, vai não, ele vaiter arcar com todas as consequencia que praticou. Fora pau mandado do prefeito.

  • JULIA | Quinta-Feira, 04 de Junho de 2020, 13h40
    4
    0

    Parabens ao Juiz Jacson, é isso ai excelencia bandido tem que estar na cadeia. Misael Galvão torcemos pela justiça, que você seja punido com todo rigor da lei. FORA MISAEL GALVÃO PAU MANDADO DO PREFEITO, FORA PALETÓ

INFORMES PUBLICITÁRIOS

MAIS VÍDEOS