07 de Agosto de 2020,

Entrelinhas

A | A

Quinta-Feira, 08 de Fevereiro de 2018, 09h:27 | Atualizado:

NOVO FUNDO

Taques tem missão impossível em MT

botelho-taques.jpg

 

O governador Pedro Taques (PSDB) vai ter que mover montanhas para conseguir dinheiro dos outros Poderes, da iniciativa privada e dos servidores para o seu novo fundo, o de estabilização fiscal. Todo mundo acha que já contribuiu. 

Os presidentes da Assembleia e Tribunal de Justiça, Eduardo Botelho e Rui Ramos, respectivamente, já avisaram que estão no limite. Sem avançar com estes dois a missão de Taques é quase impossível. 

 



Postar um novo comentário

Comentários (13)

  • Leandro | Quinta-Feira, 08 de Fevereiro de 2018, 16h18
    13
    1

    Eu definitivamente não gosto da gestão do Pedrito, acho muito fraco, alguém que achava ser fácil gerir um estado e hoje está se complicando e passando uma imagem errada de como realmente estamos...mas verdade tem que ser dita, é uma farra essa grana que vai pros poderes, faça uma auditoria bem justa pra ver se o dinheiro é realmente bem aproveitado. Por que acham que TCE, TJ e afins nunca param com as reformas nos prédios e etc, pra não ter que devolver parte da grana não empregada.

  • fernando | Quinta-Feira, 08 de Fevereiro de 2018, 15h47
    12
    1

    O que as pessoas precisam entender de uma vez por todas, que quem estabelece o duodécimo dos poderes é o Executivo, os poderes trabalham com porcentagem do que o Executivo define como arrecadação para os próximos meses, o que está precisando é o Executivo ter humildade e planejar melhor o proximo ano, nem que isso tenha que colocar que a arrecadação será menor que o ano anterior. Mas e o medo de colocar isso e ser julgado como um governo que arrecadou um ano menor que o anterior. Essa burrada vem la do primeiro ano de governo onde quis fazer bonito e colocando uma arrecadação onde depois não conseguiu chegar. Por isso hoje fica nessa queda de braço do governo não assumir que foi incompetente e mal planejado, e os poderes do outro lado dando a minima que o Executivo errou e querendo a sua parte.

  • CARLA | Quinta-Feira, 08 de Fevereiro de 2018, 15h20
    3
    7

    GOVERNADOR REVEJA O SEU DECRETO DO HORARIO DAS SECRETARIAS. O SENHOR PODE GANHAR MUITOS VOTOS DE NÓS SERVIDORES RETIRE O ARTIGO QUE DIZ QUE OS SECRETÁRIOS PODEM MUDAR O HORARIO A SES ESTA GASTANDO O DIA TODO SEM NECESSIDADE, POIS NÃO TEM DINHEIRO E OS SERVIDORES ESTAO O DIA TODO OCIOSOS. REVEJA ISSO

  • Enoque | Quinta-Feira, 08 de Fevereiro de 2018, 15h07
    9
    1

    se sair, vai tarde, é melhor ele plantar batata no asfalto

  • Geni | Quinta-Feira, 08 de Fevereiro de 2018, 13h17
    5
    1

    Fundo, o buraco é fundo... O que será que existe abaixo (ou por baixo) do fundo?

  • alexandre | Quinta-Feira, 08 de Fevereiro de 2018, 11h52
    6
    4

    Se o judiciário tem arrecadação, ele não deveria ajudar o governo, ao invés de tirar 1, 5 bilhões por ano ? Tem 500 milhões em caixa..

  • saraiva | Quinta-Feira, 08 de Fevereiro de 2018, 10h37
    8
    34

    O governador Pedro Taques tem razão,algo precisa ser feito. Dinheiro não cai do céu e as contas estão ai, só isso.

  • nilton | Quinta-Feira, 08 de Fevereiro de 2018, 10h27
    39
    4

    sugiro renunciar sai falando que fez o possível mas não conseguiu por falta de apoio ninguém sentirá saudades

  • elizandra | Quinta-Feira, 08 de Fevereiro de 2018, 10h17
    27
    7

    PODERES DE MT! COMO NO LIMITE, COM UM DUODÉCIMO MILIONARIO QUE VCS RECEBEM.É MUITO DINHEIRO. O QUE VCS pRecisam é acabar e cortar um Pouco com as MOrdomias,Auxilios,Verbas Indenizatorias,Cargos de Comissionados,Cargos de Confiança com Salarios Milionarios.Quem deve estar no limite é a população de mt, com a SAUDE PUBLICA e SegurANÇA pUBlica que não esta TENDO....

  • Arthur | Quinta-Feira, 08 de Fevereiro de 2018, 10h06
    22
    4

    Se o percentual do duodécimo é uma porcentagem do que o Estado efetivamente arrecada, como este repasse pode ficar impagável como o governador alega? Ta parecendo mais que ele quer jogar as contas dele para os outros pagarem!

  • alexandre | Quinta-Feira, 08 de Fevereiro de 2018, 10h03
    15
    4

    Nada saiu dos Poderes, vc não tem direito sob o que não lhe pertence. Não houve corte de custos, 3,5 bilhões, só prós Poderes, 500 milhões pra AL, 1,5 milhões pro Judiciário, cobrem direitos dos deputados, que aprovaram a loa super estimada, houve aumento da receita do Estado em 108% ?

  • Neusa | Quinta-Feira, 08 de Fevereiro de 2018, 09h59
    21
    4

    Alguem tire esse homem de la. Nonguem aguenta mais!! Minha tia morreu no pronto socorro! Culoa dele! Fira taques

  • Maira | Quinta-Feira, 08 de Fevereiro de 2018, 09h57
    21
    2

    O balanço do Estado apurou R$300 milhões de superavit em 2014. De 2015 para frente só apurou déficit. Não administra e gasta mal.

INFORMES PUBLICITÁRIOS

MAIS VÍDEOS