14 de Novembro de 2019,

Esporte

A | A

Domingo, 13 de Outubro de 2019, 10h:10 | Atualizado:

CRISE

Brasil só empata com Nigéria; Tite sofre pressão

brasilnigeria.jpg

 

O jejum de vitórias da Seleção Brasileira aumentou. Na manhã deste domingo, o Brasil empatou com a Nigéria, por 1 a 1 e agora está há quatro jogos sem vencer, desde o título da Copa América. Aribo abriu o placar, enquanto Casemiro empatou no início do segundo tempo. Após uma primeira etapa passiva e irregular, a equipe de Tite esboça melhora, mas não consegue a virada.

O Brasil começou o primeiro tempo com dificuldades. Neymar deixou o gramado sentindo dores na coxa e deu lugar a Philippe Coutinho. A Nigéria teve as melhores chances e Osimhen obrigou Ederson a fazer bonita defesa. Lenta e passiva, a Seleção tocava a bola, mas, com pouca criatividade, não assustou a equipe africana.

Aos poucos o Brasil foi crescendo na partida. Gabriel Jesus levou perigo de cabeça, enquanto Firmino, após bela tabela, bateu cruzado e assustou. A Seleção acelerou o jogo, com toques rápido, mas ainda demonstrava desinteresse. Atenta, a Nigéria abriu o placar. Aribo aproveitou o desleixo da zaga brasileira, venceu Marquinhos e bateu forte na saída de Ederson.

Resposta rápida

No segundo tempo, Tite sacou Everton, um dos melhores da primeira etapa e colocou Richarlison. A Seleção voltou mais ligada e empatou a partida logo no início, com Casemiro, que pegou o rebote da cabeçada de Marquinhos, após cobrança de escanteio. O Brasil seguiu na pressão e quase virou com Gabriel Jesus.

Melhora

O Brasil encontrou o caminho da ofensividade nas bolas áreas. Casemiro acertou o travessão, de cabeça, em um lance em que o goleiro Ozoho se machucou. A Seleção seguia melhor e com mais vontade. Em boa jogada de Gabriel Jesus, Richarlison quase virou.

 

Postar um novo comentário

Comentários (1)

  • alexandre | Domingo, 13 de Outubro de 2019, 12h20
    1
    0

    Enquanto, a seleção for escalada por empresários e pela CBF paulista, jogando em pasto, não vai ganhar nada, a escola de futebol retranca gaúcha, se esgotou, devolvam o verdadeiro futebol brasileiro, que é ofensivo, chega de medo de perder..900 volantes brucutus..

INFORMES PUBLICITÁRIOS

MAIS VÍDEOS