22 de Outubro de 2019,

Esporte

A | A

Segunda-Feira, 16 de Setembro de 2019, 06h:00 | Atualizado:

CBF acompanha de perto sucesso de Jorge Jesus e Sampaoli

Nada sinaliza que possa haver alguma mudança no comando técnico da Seleção Brasileira nos próximos meses. Tite segue com seu trabalho visando ao Mundial de 2022, no Catar. Paralelamente a isso, há um fato novo que vem quebrando aos poucos a resistência tradicional dos dirigentes da CBF em não contratar técnicos estrangeiros para a Seleção.

De certo modo, essa ruptura já se deu com a recente chegada da sueca Pia Sundhage para a Seleção feminina. O assunto é mais delicado quando se trata da equipe pentacampeã mundial.

Entretanto, o sucesso, até agora, de dois técnicos estrangeiros no Campeonato Brasileiro, o português Jorge Jesus e o argentino Jorge Sampaoli, vem ajudando os dirigentes da entidade a reavaliar seus conceitos. O primeiro é o maestro do Flamengo, líder da competição.

Já Sampaoli conduz muito bem o Santos, em segundo lugar e sem um elenco de potencial similar ao do time carioca.

Em conversas nas quais estabelecem uma constante troca de ideias sobre o dia a dia do futebol brasileiro e do principal campeonato do País, diretores da CBF têm elogiado bastante a dupla. Por enquanto, isso pode parecer pouco. Mas não é.

Caso se mantenham no topo nos próximos meses, dirigindo clubes brasileiros, Jesus e Sampaoli estarão abrindo mais ainda as portas para a importação de outros colegas. Por tabela, isso pode ter influência direta numa futura troca de técnico da Seleção.

 

Postar um novo comentário

Comentários

  • Comente esta notícia

INFORMES PUBLICITÁRIOS

MAIS VÍDEOS