11 de Agosto de 2020,

Esporte

A | A

Domingo, 28 de Janeiro de 2018, 18h:35 | Atualizado:

O Brasil não ficará dependente de Neymar na Copa, garante Tite

4 de julho de 2014. Brasil e Colômbia faziam uma partida tensa, disputando cada centímetro do gramado do Castelão, em Fortaleza. O placar das quartas de final do Mundial era apertado. 2 a 1 para o Brasil. Enquanto os colombianos pressionavam, Neymar e Zuñiga se provocavam, se xingavam.

Até que, aos 41 minutos, o defensor colombiano dá uma violenta joelhada por trás, nas costas do principal jogador brasileiro. A pancada foi tão grande que fraturou a terceira vértebra lombar de Neymar. Acabou a Copa para ele.

Felipão não tinha a menor ideia do que fazer. O reflexo da ausência e da falta de rumo do treinador foi o devastador placar de 7 a 1 para a Alemanha, na semifinal do Mundial.

Isso não acontecerá na Copa da Rússia.

Se Neymar não puder jogar, por contusão, cartão ou qualquer outro motivo, Tite já sabe o que fazer.

"A liderança técnica do Neymar é indiscutível. Mas o Brasil não ficará dependente dele. Tenho no elenco jogadores capacitados para que a Seleção continue forte. Willian está voando, pedindo para ser titular. Além disso, há Philippe Coutinho, Gabriel Jesus, Douglas Costa, Tayson, Firmino.

"O Neymar é o nosso grande jogador. Mas se algo ocorrer, o conjunto vai prevalecer", avisa Tite. 

 



Postar um novo comentário

Comentários

  • Comente esta notícia

INFORMES PUBLICITÁRIOS

MAIS VÍDEOS