09 de Agosto de 2020,

Esporte

A | A

Sábado, 01 de Agosto de 2020, 15h:46 | Atualizado:

Um ano depois, São Paulo ainda não tem parceiros para ajudar a pagar salário de Daniel Alves

Um ano após a contratação de Daniel Alves, o São Paulo não conseguiu firmar nenhuma parceria para ajudar no pagamento dos salários do camisa 10. Um dos objetivos do clube era contar com apoio financeiro de terceiros.

Embora não tenha pagado pela transferência de Daniel Alves, já que ele estava livre no mercado no meio de 2019, o Tricolor tem que investir cerca de R$ 1,5 milhão por mês no jogador, entre salários, luvas, bônus e acordo pelos direitos de imagem. Esse gasto é semestral, por conta do acordo feito entre clube e atleta (parcelas em abril e outubro, inicialmente).

O valor que corresponde somente aos salários é de aproximadamente R$ 500 mil. O restante seria pago com a ajuda desses parceiros. Até agora, nenhum acordo foi fechado e o clube terá que arcar com todas as despesas.

Antes da pandemia do novo coronavírus, o São Paulo tinha conversas avançadas com um investidor, mas as negociações esfriaram e não há qualquer perspectiva de que uma reviravolta aconteça nesse sentido.



Postar um novo comentário

Comentários

  • Comente esta notícia

INFORMES PUBLICITÁRIOS

MAIS VÍDEOS