Quarta-Feira, 26 de Fevereiro de 2014, 17h09
CASA DE CÂMBIO
Mecânico diz que tentou roubar para bancar gravidez e nega mortes

CARLOS DORILEO
Da Redação

Midianews

\"assassino-karine2.jpg\"

 Homicida levou dois tiros e não corre risco de morte; polícia caça comparsa

O mecânico desempregado Edilson Pedroso da Silva, 28 anos, não agiu sozinho no assalto a empresa \"Câmbio Rápido\", que acabou com as mortes da atendente Karine Fernandes Gomes, de 19 anos, e do soldado da Polícia Militar Danilo César Fernandes, de 27 anos. A revelação foi feita pelo próprio criminoso ao delegado Walfrido Nascimento, da Delegacia de Homicídios e Proteção a Pessoa (DHPP), na manhã desta quarta-feira logo após sua prisão por volta das 6h00 da manhã na comunidade de Baús, no município de Acorizal.Sobre os motivos para praticar a tentativa de assalto seguida de duplo homicídio, Edilson disse ao delegado que pretendia levantar dinheiro para custear despesas com a gravidez da esposa. Ele chegou a arquitetar o assalto, mas não contava que depararia com policiais militares no momento do crime.

No entanto, ele detalhou que não deu nenhum disparo durante a tentativa de assalto que acabou com duas mortes. Em depoimento, o suspeito confessou ter usado uma pistola ponto 40, que é semelhante a utilizada pelos dois policiais militares durante a suposta troca de tiros. \"O exame de balística vai identificar os autores dos disparos, mesmo com as armas tendo relações\", disse o delegado.

O delegado negou que o nome do comparsa de Edilson seja \"Marquinhos\" como chegou a ser divulgado. Todavia, ele não prestou maiores informações sobre o foragido até porque as polícias estão mobilizadas para a captura dele.

A Polícia Civil também deu detalhes da fuga cinematográfica do mecânico, que levou dois tiros - um nas costas e outro no ombro. De acordo com o delegado, Edilson após a tentativa de assalto roubou dois carros - um Uno e Honda Fit.

Ao chegar a comunidade do Carrapicho nas proximidades da Ponte Sérgio Motta, em Várzea Grande, o assassino pegou uma bolsa da dona do veículo e roubou uma motocicleta. Para se esconder dos policiais, ele foi a casa da avó na região do Grande Cristo Rei.

Ele chegou a dormir na casa da avó sendo que se deslocou, de táxi, para a cidade de Acorizal somente na manhã de ontem. Ele pagou a \"corrida\" graças ao dinheiro que estava na bolsa da vítima de assalto.

PRISÃO PREVENTIVA

A ficha criminal de Edilson é extensa. Ele responde processos por tráfico de drogas, roubo e receptação.

No final da tarde, a Justiça decretou a prisão do mecânico pelo duplo homicídio. Após ser atendido no pronto-socorro de Cuiabá, ele será encaminhado a penitenciária central do Estado.

VEJA MAIS

Tiro que matou atendente pode ter sido disparado por PM na \"Casa de Câmbio\"

Polícia suspeita crime passional na morte de jovem e PM em Cuiabá

Atendente de casa de câmbio e PM são assassinados na Getúlio Vargas

Carro usado na fuga e celular de assassino é encontrado em VG

Polícia inicia depoimentos e descarta crime passional no centro de Cuiabá

Polícia prende em Acorizal assassino de atendente e soldado

Assassino de PM e atendente se escondeu na casa do pai

Assassino revela que foi assaltar casa de câmbio e atirou para fugir de PM\"s

VEJA AQUI AS IMAGENS DO CIRCUITO INTERNO DA LOJA \"CÂMBIO RÁPIDO\"   


Fonte: FOLHAMAX
Visite o website: https://www.folhamax.com/