Sexta-Feira, 28 de Março de 2014, 15h29
NOVA PUNIÇÃO?
MCCE pede a OAB exclusão de João Emanuel do exercício da advocacia
Vereador que está detido sob acusação de organização criminosa também é advogado

RAFAEL COSTA
Da Redação

\"joao-dedo\"

 

O MCCE (Movimento Cívico de Combate à Corrupção Eleitoral) solicitou na manhã desta sexta-feira (28) a Ordem dos Advogados do Brasil (OAB/MT) a exclusão da inscrição de advogado do vereador João Emanuel Moreira Lima (PSD), preso na Operação Aprendiz deflagrada pelo Gaeco (Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado). 

O parlamentar está preso no Anexo 1 da Penitenciária Central do Estado por conta da denúncia do Ministério Público de liderar uma organização criminosa e patrocinar uso de documento público falso, falsidade ideológica, estelionato e corrupção passiva. 

De acordo com o que entende o MCCE, o advogado, que também é vereador de primeiro mandato por Cuiabá, se tornou inidôneo para a atuação na advocacia e também cometeu crime infamante, e isso de acordo com os artigos 34 e 35 do Estatuto dos Advogados é motivo para a exclusão dos quadros da OAB.

Conforme, o coordenador do MCCE, Antônio Cavalcante Filho, o Ceará, “interceptações telefônicas feitas com autorização judicial permitiram a descoberta de elementos suficientes para desvendar as ações criminosas dos integrantes do grupo”.

O parlamentar ainda responde a processo disciplinar por quebra de decoro parlamentar. O relatório da comissão de ética será apresentado no dia 17 de abril.

VEJA MAIS

Relator de processo contra João diz não temer opinião pública

Desembargador não analisa HC e João Emanuel continua preso

Vereadores não comentam prisão de ex-presidente da Câmara

João Emanuel manteve atividades ilícitas após 1ª fase da Operação

Câmara aguarda notificação para convocar suplente de João Emanuel

Dois do grupo de João Emanuel fraudaram ação milionária de morto em MT

TJ adia julgamento de juiz que realizou audiência com morto

Advogado diz que prisões visam acelerar cassação de João Emauel

Aprendiz: grupo fraudava INSS, escrituras e vendia carros Finam em MT 

De punho cerrado, João Emanuel pede \"força\" ao chegar a prisão

Braço-direito de João Emanuel é preso em posto de gasolina de Cuiabá

Gaeco prende João Emanuel e mais 3 por fraudes na Câmara 

Em vídeo editado, empresária cita armação contra João Emanuel

João Emanuel entrega defesa com vídeo em que empresária atesta sua inocência

TJ derruba liminar e Câmara retoma investigação contra João Emanuel

Comissão de Ética pede reforço jurídico para barrar manobras de João Emanuel

Justiça concede liminar e suspende investigação contra João Emanuel na Câmara

Advogado de João Emanuel volta a atacar os promotores do Gaeco

João Emanuel pede mais prazo para apresentar defesa a Comissão de Ética


Fonte: FOLHAMAX
Visite o website: https://www.folhamax.com/