Quarta-Feira, 19 de Fevereiro de 2014, 12h28
EXCLUSIVO!
FOLHAMAX divulga os 24 locais invadidos pela Polícia Federal
Policiais federais fizeram busca e apreensão em Mato Grosso, São Paulo, Goiás e Distrito Federal

CLÁUDIO MORAES/GILSON NASSER
Da Redação

Folhamax

\"pf-ararath2\"

 PF deflagrou 4ª fase da Operação Ararath nesta quarta-feira

O site FOLHAMAX obteve, com exclusividade, os locais onde foram cumpridos os 24 mandados de busca e apreensão na quarta-fase da Operação Ararath, deflagrada hoje pela Polícia Federal. Foram 17 mandados em Mato Grosso, três em Goiás, um em São Paulo e outros três no Distrito Federal.

Além do ex-secretário de Fazenda, Éder Moraes Dias, pessoas ligadas a alguns \"figurões\" no Estado também foram alvos da Polícia Federal desde o início da manhã de hoje. 

O empresário Sérgio Leonardo Braga, que atua com factorings na Baixada Cuiabana, foi um dos alvos. Ele teve casas e empresas ocupadas.

Outro destaque envolvido foi o empresário do ramo atacadista e de factoring Fernando Mendonça, que tem profundas ligações com o senador Pedro Taques (PDT), pré-candidato a governador de Mato Grosso. Além de sua residência, as empresas dele, Vale Formoso Distribuidora LTDA, Globo Securitizadora e Globo Participações Empresariais, foram alvos dos policiais federais. Ainda ligado a Mendonça, o dono de factoring e ex-piloto de kart, Éder de Agostini, também foi \"visitado\" por agentes da PF.

Outro empresário de fomento alvo de Operação é Valdir Agostinho Piraan. A residência dele, e suas empresas Piran Sociedade e Fomento Mercantil e Piran Participações, com sedes em Cuiabá e Brasília, foram alvos da operação. Piran já tem condenações por crime contra o sistema financeiros, lavagem de dinheiro e formação de quadrilha.

No ramo da construção civil, o empresário Jorge Pires de Miranda e a empresa de sua propriedade, a Concremax Concreto e Indústria, foram invadidos pela PF nesta manhã. As construtoras Todeschini e Constil, que detêm contratos milionários com o Governo do Estado, também foram alvos da Ararath.

As usinas de álcool Libra, de São José do Rio Preto, e Pantanal, com sede em Jaciara e Goiás, também tiveram mandados cumpridos. Policiais ainda invadiram a SEC Distribuidora de Combustíveis e a Transportadora Braga. 

EFEITO SEFAZ

A empresa Brisa Consultoria, que tem como um dos sócios o economista e secretário-adjunto do Tesouro Estadual, Vivaldo Lopes, também foi invadida pelos agentes federais. Vivaldo já ocupou cargos estratégicos nas gestões de Blairo Maggi (PR) e Silval Barbosa (PMDB).

Em entrevista ao FOLHAMAX, Vivaldo Lopes confirmou que policiais estiveram em sua empresa e disse que foram recolhidos documentos referentes a AFAM (Amantes do Futebol e Amigos do Mixto), entidade ligada ao clube de futebol da capital do Estado e que foi presidida por Éder Moraes nos anos de 2009 e 2010. \"Prestei consultoria a AFAM e forneci os documentos solicitados pela Polícia Federal\", confirmou.

 

LOCAIS EM QUE OS MANDADOS FORAM CUMPRIDOS:

1)Sérgio Leonardo Braga

2)CEC Distribuidora de Combustíveis

3)Transportadora Braga

4)Fernando Mendonça França

5)Vale Formoso Distribuidora LTDA.

6)Confiança PArticipações

7)FL Participações Empresariais

8)Global Securitizadora

9)Global Participações Empresariais

10)Concremax Concreto e Indústria

11)Jorge Pires de Miranda

12)Construtora Todeschini

13)Construtora Coabita

14)Construtora Constil

15)Éder de Agostini

16)Real Administradora de Bens e Serviços

17)Usina Santa Helena-GO

18)Usinas Pantanal - Jaciara e Goiás

19)Destilaria Libra - São José do Rio Preto-SP

20)Piran Fomento Mercantil - Brasília/Cuiabá

21)Piran Participações-Brasília

22)Valdir Agostini Piran

23)Brisa Consultoria

24)Éder Moraes Dias

 

VEJA MAIS

Éder Moraes confirma transação com empresário investigado pela PF

PF invade casa de ex-secretário, donos de factorings e empresas em MT

PF também invade escritórios de Piran, construtora e usina de álcool em MT e DF

PF cumpre 24 mandados de busca em Mato Grosso, Goiás e SP

Justiça Federal manda devolver Ferrari de empresário apreendida em São Paulo


Fonte: FOLHAMAX
Visite o website: https://www.folhamax.com/