Sexta-Feira, 04 de Abril de 2014, 06h36
Sporting acusa clubes de \'manobras\' e ameaša processar Flamengo e Corinthians

UOL

O Sporting pode entrar na Justiça contra Flamengo e Corinthians por conta das negociações por Elias. O clube português se revoltou com as notícias que circulam na imprensa, que considerou como manobras dos clubes brasileiros para forçar que a transferência acontecesse, e prometeu tomar \"as medidas legais que entenda por bem adotar\".

Em um comunicado de mais de três páginas enviado à Bolsa de Valores de Portugal, o Sporting descreve como ocorreram todas as negociações, primeiro com o Flamengo e depois com o Corinthians. Segundo o clube lusitano, os dois clubes brasileiros mentiram sobre os valores que envolveram nas conversas de negociação e nunca tiveram condições financeiras de bancar a compra do jogador.

\"A Sporting SAD entende que há indícios de que nem o Flamengo nem o Corinthians tiveram em tempo algum capacidade financeira para adquirirem o atleta, pretendendo sempre chegar a acordo para um simples empréstimo\", diz o comunicado enviado pelo Sporting.

\"Parece assim tratar-se na realidade de uma manobra de diversão e de uma operação de marketing junto dos associados dos seus respectivos clubes, prejudicando gravemente a Sporting SAD e o jogador Elias\", completa.

Na linha do tempo traçada, o Sporting estabeleceu com o pai de Elias, Eliseu Trindade, ainda em outubro do ano passado, um acordo para que o jogador fosse negociado com um clube brasileiro por um valor entre 3 e 6 milhões de euros, além de um outro atleta do clube que comprasse o meia. A negociação seria por 50% dos direitos de Elias.

Em dezembro, segundo o texto, o Flamengo fez a primeira proposta, no valor de 1,5 milhão de euros. É neste ponto que vem a primeira acusação do Sporting.

\"Wallim Vasconcelos, dirigente do Flamengo e Eliseu Trindade, sabendo do valor da proposta, semearam e empolaram publicamente, através dos meios de comunicação social, outros valores, muitas vezes superiores aos da proposta efetuada, indiciando uma prática de desinformação e manipulação do mercado, condicionando o negócio\", diz o clube, que decreta que a ação descrita é ilegal.

O Sporting ainda diz ter recebido outra proposta de mesmo valor do Flamengo e uma proposta de 7,3 milhões de euros de um clube asiático, que foi rejeitada por Eliseu Trindade. O Fla chegou a subir a proposta para os 4 milhões de euros pedidos, mas com garantias de pagamento que não agradaram o Sporting.

Quanto ao Corinthians, o Sporting admite a proposta de 4 milhões de euros envolvendo os direitos federativos de jogadores alvinegros, o fim das negociações e a posterior reabertura das tratativas, conforme noticiado pelo ESPN.com.br.

Na reabertura das conversas, o Corinthians ofereceu 3 milhões e teve o valor rejeitado, de acordo com o time português. Depois, subiu novamente a proposta para os 4 milhões, mas se negou a prestar as garantias de pagamento pedidas.

\"As alterações sucessivas e incompreensíveis introduzidas não permitiam cumprir, em tempo útil, as formalidades necessárias antes do encerramento do mercado\", explica o Sporting.

Sporting admite dívida com fundo de mega-empresário

Outro ponto importante no comunicado é que o clube português admite ter uma dívida de 3,85 milhões de euros com o fundo Quality Football Ireland Limited, do empresário Jorge Mendes - o mesmo agente de Cristiano Ronaldo -, conforme também noticiou o ESPN.com.br.

O Sporting diz que o acordo com o fundo é fundamental para que qualquer negociação aconteça. O clube diz ter pedido os direitos federativos como alternativa para que pudesse pagar o montante no futuro.

O fundo de investimentos ajudou a antiga gestão do Sporting (à época comando por Luis Godinho) na contratação de Elias junto ao Atlético de Madri em 2011 por 8,85 milhões de euros, maior valor pago pelo time lisboeta por um jogador em sua história.


Fonte: FOLHAMAX
Visite o website: https://www.folhamax.com/