Terça-Feira, 14 de Julho de 2015, 10h46
Comarca de Água Boa completa 25 anos

Da Redação

O dia 13 de julho de 1990 foi o início da realização de uma antiga aspiração dos cidadãos aguaboenses: possuir sua própria unidade do Poder Judiciário, a exemplo do que já ocorria em outras cidades do Estado. E nesta segunda-feira (13/07), exatamente 25 anos depois, a Comarca de Água Boa (730 km a leste de Cuiabá) comemora novamente essa conquista, festejando seu aniversário.

A Gestora Geral da Comarca, Eliane Ruff Rebelatto, conta que à época da inauguração da unidade judiciária foi formada uma Comissão Especial que durantes vários meses tiveram seus trabalhos voltados para a criação de uma infraestrutura mínima necessária ao funcionamento do novo fórum. “Depois da doação do terreno, a Comissão juntamente com a prefeitura, agricultores, pecuaristas e sociedade angariaram fundos para a construção do prédio do Fórum. Foi uma ação conjunta”, conta Eliane.

Quem presidiu a abertura da sessão solene e declarou instalada a Comarca de Água Boa foi o desembargador Flávio José Bertin, então Presidente do Tribunal de Justiça. No ato, também foi empossado o 1º juiz da Comarca, Francisco Marques da Silva.

Juizado Especial – Em agosto de 1994, tendo participado do VI Congresso de Magistrados do Centro Oeste e atendendo aos anseios do Poder Judiciário local, o juiz Jefferson Fonseca de Brito mandou um ofício ao Tribunal de Justiça comunicando a necessidade de instalação do primeiro juizado especial da unidade. Às 9h do ano seguinte foi inaugurado o primeiro Juizado Especial da Comarca, anexo ao Fórum.

Anos mais tarde, ficando evidente a necessidade de expandir os serviços do Juizado Especial foi criado e instalado um Posto de Atendimento do Juizado Especial Cível e Criminal nos municípios de Cocalinho e Nova Nazaré, jurisdicionados pela comarca de Água Boa.

Elevação – Com o aumento populacional e chegada de novas demandas judiciais, a Comarca precisou passar mudanças; E no dia 29 de março de 2006, a Portaria n.º 196/2006/PRES, o Tribunal realizou a elevação da Comarca de Água Boa à Segunda Entrância.

Cejusc – Em se tratando de incentivar a cultura da conciliação e da mediação, Água Boa também não ficou para trás. E no dia 21 de março de 2014, a Comarca instalou o Centro Judiciário de Solução de Conflitos e Cidadania, através da Portaria n. 001/2014 da desembargadora, Serly Marcondes Alves, presidente do Núcleo Permanente de Métodos Consensuais de Soluções de Conflitos (Nupemec) à época.

Magistrados – Já passaram pela Comarca os magistrados: Francisco Marques da Silva (1990), Cleuci Teresinha Chagas (1990), Dirceu dos Santos (1990), Helvio Carvalho Pereira (1992), Jefferson Fonseca de Brito (1993), Clóvis Mário Teixeira de Mello (1996), Célia Regina Vidotti de Cesaro (1999), Jamilson Haddad Campos (1999), Newton Franco de Godoy (1999), Pedro Sakamoto (2000), Eulice Jaqueline da Costa Silva Cherulli(2000), José Arimatéa Neves Costa (2000), Ana Cristina da Silva Abdalla (2001), Wladymir Perri (2003), Carlos José Rondon Luz (2003/2004), Caroline Schneider Ganaes Simões (2004), Marcos Terencio Agostinho Pires (2007), Douglas Bernardes Romão (2013 a 2015), Anderson Gomes Junqueira (2015) e Luciana Braga Simão Tomazetti (2015).

 


Fonte: FOLHAMAX
Visite o website: https://www.folhamax.com/