Quarta-Feira, 15 de Julho de 2015, 15h59
Setas realizará oficinas de sensibilização para o Emprega Rede

Da Redação

O Programa Emprega Rede, lançado há 15 dias pelo Governo de Mato Grosso, por meio da Secretaria de Estado de Trabalho e Assistência Social (Setas), começou a ser instrumentalizado nesta terça-feira (14.07) durante mais uma reunião integrada do corpo técnico da pasta. Sob a coordenação da Secretaria Adjunta de Cidadania, o programa entra agora no processo de implementação e que inclui a sensibilização dos atores envolvidos. 

“Estamos dando mais um passo para a efetivação do Emprega Rede. Agora vamos interligar todos os profissionais, setores e parceiros envolvidos no programa para que sua proposta seja efetiva e possamos contabilizar, em breve, importantes resultados”, observou o titular da Setas, Valdiney de Arruda, na abertura da reunião. 

De acordo com a adjunta de Cidadania e coordenadora do Emprega Rede, Alda Atíllio, serão oferecidas, no primeiro momento, oficinas para as equipes de sensibilizadores. Após este processo, que acontece ainda no mês de julho, as equipes devidamente capacitadas passarão a sensibilizar gestores municipais, empresas, psicólogos, assistentes sociais, analistas, técnicos e equipes de captação de vagas e de qualificação. 

Serão dois modelos de oficinas explica a adjunta e coordenadora do Emprega Rede. Um para Cras, Creas, técnicos da assistência social, gestores do Bolsa Família e agentes sociais de saúde, escola e comunitários. Para este grupo, serão apresentados levantamento do banco de dados do público em situação de vulnerabilidade (alvo do Emprega Rede), material de divulgação do programa, modelos de como se darão a busca ativa e o atendimento psicossocial, além de formulários para entrevista e encaminhamento técnico. 

Também ocorrerão dinâmicas de encaminhamento do público (Cras, Creas, Caps, Delegacias, PAI, Sine, Empresa, Sistema S), apresentado o modelo do formato de acompanhamento do público inserido na qualificação e formulários de frequência, monitoramento e avaliação. 

“Para as equipes de captação de vagas, está prevista a prestação do Programa Emprega Rede e do Termo de Parceria, levantamento das vagas disponibilizadas pelas empresas e recepção do público a ser inserido no programa”, detalhou Alda Attílio. 

Haverá ainda apresentação de material de divulgação e de como ocorrerá o casamento das vagas demandadas pelo município com as vagas disponibilizadas pela empresa de acordo com o perfil do público selecionado. “Também vamos socializar as informações com a Coordenação do Programa e trabalhar relatórios de trabalhadores encaminhados pelo Cras, cadastrados pelo Sine e de trabalhadores inseridos nas empresas”, concluiu.

 


Fonte: FOLHAMAX
Visite o website: https://www.folhamax.com/