Terça-Feira, 28 de Julho de 2015, 17h12
São Félix do Araguaia recebe audiência pública sobre queimada

Da Redação

Mato Grosso registrou 6,3 mil focos de calor de 1º de janeiro até a manhã desta terça-feira (28.07), número 7% menor que o mesmo período de 2014, quando foram registrados 6,7 mil focos de calor pelo satélite de referência do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe). Como é um dos munícipios que estão no topo do ranking de queimadas nos últimos cinco anos, São Félix do Araguaia (a 1.200 km de Cuiabá) receberá uma audiência pública sobre queimadas e desmatamento ilegal na região. O encontro será na quinta-feira (30.07), a partir das 13h30. 

Esta é a quarta audiência pública organizada este ano pela Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema). A primeira ocorreu em Colniza, a segunda em Feliz Natal e a terceira em Juara - entre os meses de junho e julho. O evento terá a participação da secretária de Meio Ambiente, Ana Luiza Peterlini; do procurador do Ministério Público Estadual (MPE), Luiz Alberto Esteves Scaloppe; prefeito de São Félix do Araguaia, José Antônio de Almeida; presidente da Câmara, Silvio Bento Leal; entre outras autoridades locais. 

“Queremos reforçar aos municípios do interior que hoje a secretaria trabalha com acompanhamento online via satélite de todos os focos de calor e também de desmatamento, por isso é importante saber que quem desmatar vai ser responsabilizado por isso”, frisou Ana Luiza. Além de alertar sobre o período proibitivo de queimadas, que iniciou no dia 15 deste mês e segue até 15 de setembro, também haverá palestra sobre o Cadastro Ambiental Rural (CAR), que hoje é a porta de entrada para todos os produtores na Sema, dos pequenos aos grandes, acrescentou a gestora. 

Programação - Estão previstas três palestras: “Alternativas de prevenção ao fogo para agricultura familiar”, a partir das 15h, com um técnico da Empresa Mato-Grossense de Pesquisa, Assistência e Extensão Rural (Empaer-MT); às 15h20, a respeito do CAR, com o superintendente Regularização Ambiental da Sema, Felipe Klein; e às 16h, sobre os prejuízos que as queimadas provocam ao meio ambiente e à saúde, com o secretário-executivo do Comitê do Fogo, tenente coronel Hector Péricles Castro. 

Queimadas - Com exceção de 2014, a estatística deste ano aponta aumento nos focos de calor entre 15% e 50% em relação aos anos de 2013, 2012 e 2011. Em 2013 foram 4,9 mil focos, enquanto que 2015 registrou 6,3 mil –21% a mais. Se comparado a 2012 e 2011, o percentual foi respectivamente 14% e 48% maior. 

Este ano estão no topo do ranking de focos de queimada: Nova Maringá (352), Feliz Natal (221), São Félix do Araguaia (218), Querência (204), Santa Carmem (203), Gaúcha do Norte (190), Nova Ubiratã (184), Brasnorte (184), Sapezal (175) e Paranatinga (167). 

 


Fonte: FOLHAMAX
Visite o website: https://www.folhamax.com/