Terça-Feira, 11 de Agosto de 2015, 16h22
Plataforma digital contribui para planejamento pedagógico de professores

Da Redaçăo

Tendo o professor como foco principal, o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) lançou a plataforma digital Devolutivas Pedagógicas das Avaliações Educacionais. A nova ferramenta oferece recursos para melhorar o planejamento pedagógico dos docentes e, em consequência, a aprendizagem dos alunos na educação básica brasileira. 

Desenhada para facilitar o uso das informações das avaliações de larga escala da educação básica – Prova Brasil – a plataforma será uma aliada do trabalho pedagógico docente em sala de aula. Coordenadores pedagógicos, gestores e toda a sociedade terão livre acesso ao sistema. É a primeira vez que as salas de aulas vão ter a explicação pedagógica dos resultados numéricos para interpretar o nível de proficiência dos alunos em língua portuguesa e matemática e entender como ocorre a pontuação. 

Por meio desse instrumento, é possível explicar em detalhes como os itens de uma avaliação educacional aferem os conhecimentos adquiridos pelo aluno. As questões estão acompanhadas de comentários pedagógicos. Dessa forma, os professores podem avaliar quais habilidades e competências precisam ser exploradas no processo de aprendizado dos alunos. 

Outra funcionalidade é possibilitar a comparação dos resultados da Prova Brasil entre escolas e localidades. Com as informações estatísticas, é possível contextualizar indicadores como o de nível socioeconômico e o de formação docente, possibilitando maior compreensão dos fatores que influenciam o desempenho dos alunos nas áreas e anos avaliados. 

De acordo com o secretário adjunto de Política Educacional da Secretaria de Estado de Educação (Seduc), Gilberto Fraga Melo, a plataforma irá contribuir com o trabalho que a Seduc está desenvolvendo, no qual estão envolvidos os 15 Centros de Formação e Atualização de Profissionais da Educação Básica (Cefapros), 100 assessorias pedagógicas e todos os coordenadores pedagógicos das escolas da rede pública estadual, com foco na melhoria da proficiência dos alunos mato-grossenses na Prova Brasil. Um dos desafios da gestão, ressaltou Melo, é melhorar o nível de aprendizagem dos alunos, que formalmente são avaliados pelo Ideb. 

Prova Brasil – A Avaliação Nacional do Rendimento Escolar (Anresc), também denominada Prova Brasil, é censitária, envolvendo os alunos da 4ª série (5º ano) e 8ªsérie (9º ano) do ensino fundamental das escolas públicas das redes municipais, estaduais e federal. O objetivo é avaliar a qualidade do ensino ministrado em escolas públicas que possuem, no mínimo, 20 alunos matriculados nas séries/anos avaliados, sendo os resultados disponibilizados por escola e por ente federativo. 

Ela integra o Sistema de Avaliação da Educação Básica (Saeb) e tem como principal objetivo avaliar a educação básica brasileira e contribuir para a melhoria de sua qualidade e para a universalização do acesso à escola, oferecendo subsídios concretos para a formulação, reformulação e monitoramento das políticas públicas. Além disso, procura oferecer dados e indicadores que possibilitem maior compreensão dos fatores que influenciam o desempenho dos alunos nas áreas e anos avaliados. 


Fonte: FOLHAMAX
Visite o website: https://www.folhamax.com/