Quarta-Feira, 12 de Agosto de 2015, 12h40
Maggi destaca qualidade das obras em rodovias concessionadas

Da Redação

O senador Blairo Maggi voltou a defender, nesta quarta-feira (12.08), a execução de obras em infraestrutura e logística pelo setor privado. Na ocasião, o parlamentar citou o trecho de 55 quilômetros entre Rondonópolis e a divisa com Mato Grosso do Sul, onde estão em andamento as obras concessionadas à Rota Oeste. “Nesse último final de semana eu fiz uma viagem de Cuiabá a Rondonópolis, e depois, até a divisa de Mato Grosso do Sul, e, reitero, os trechos duplicados nesse trajeto -que estão por conta do Governo Federal, via DNIT-, são muito diferentes da duplicação de Rondonópolis para a frente”, comparou.

Segundo destacou, a diferença se dá no andamento e na qualidade das obras. “São 55 quilômetros que estão sob responsabilidade da empresa Rota do Oeste, e muito embora tenha havido essa questão da investigação - e isso nem foi com a Rota, mas sim com a Odebrecht-, precisamos reconhecer o avanço nas obras, e lembrar que estão proporcionando segurança e qualidade aos que trafegam pelo Estado”, disse Maggi.

O mato-grossense convocou os demais senadores a visitarem as obras,  para que também contribuam com o diagnóstico. “Acho que estando lá, in loco, verão a diferença e o porquê do meu posicionamento em defender o modelo de concessão e/ou privatização dos serviços que as esferas Federal ou Estadual não têm condições de alcançar e atender”, externou.

Na próxima quarta-feira (19.08), o senador irá apresentar à Comissão de Infraestrutura (CI), um relatório fotográfico das obras em Mato Grosso, e sugeriu que o mesmo procedimento seja adotado com todas as rodovias do País que estão sob responsabilidade do setor privado. “Sugiro a realização de uma audiência pública a fim de acompanharmos a execução das obras concessionadas, o cumprimento dos prazos, o cronograma como um todo e saber das dificuldades que as empresas encontram para que foquemos nos resultados”, anunciou.

EM MATO GROSSO

Durante os 30 anos de concessão da Rota do Oeste –iniciada em abril de 2014- a BR 163 receberá investimentos total de R$ 5,5 bilhões. Nos cinco primeiros anos está programada a duplicação de um trecho de 453,6 km entre a divisa com Mato Grosso do Sul até Rondonópolis, de Posto Gil a Sinop, além da Rodovia dos Imigrantes.

Os números são:  850,9 km de extensão, 9 praças de pedágio, 5 mil empregos no pico de obras, 500 empregos na operação, 18 ambulâncias, 5 com UTI móvel, 18 guinchos leves, 8 guinchos pesados, 19 veículos de inspeção de tráfego, 5 caminhões pipa, 5 caminhões para apreensão de animais, 18 bases de Serviço de Atendimento ao Usuário.

 


Fonte: FOLHAMAX
Visite o website: https://www.folhamax.com/