Terça-Feira, 25 de Agosto de 2015, 19h41
Taques recebe reivindicações para infraestrutura turística em Chapada

Da Redação

Representantes da Associação Pró-Desenvolvimento de Chapada dos Guimarães (Aprodec) se reuniram nesta terça-feira (25.08) com o governador Pedro Taques para tratar de sugestões de melhoria da infraestrutura turística no município. Entre as solicitações está a pavimentação da MT-020, rodovia com 46 quilômetros que liga a cidade de Chapada ao distrito de Água Fria e ao Manso, regiões com potencial turístico e econômico. 

Outra reivindicação dos empresários é de fomento à piscicultura na região de Manso. Algumas das sugestões integram projetos já mapeados pela Secretaria de Desenvolvimento Econômico (Sedec) que serão tocados com recursos do Programa de Desenvolvimento Sustentável do Turismo. 

O secretário adjunto de Turismo do Estado, Luís Carlos Nigro, afirmou que a pavimentação da MT-020 está estimada em aproximadamente R$ 27 milhões e parte da fonte de custeio da obra pode advir do Prodestur. “Essa estrada é uma importante via para o município de Chapada e pode contribuir no desenvolvimento econômico e acesso aos atrativos naturais da região como o Paredão do eco, a Cidade de Pedra e o lago do Manso”, argumentou o secretário. 

O presidente da Aprodec, Cacildo Garcia Júnior, resaltou que a rodovia é considerada a obra mais importante do município, proporcionando benefícios moradores das comunidades no entorno da estrada e ampliando acesso às alternativas turísticas. “Em torno de 3 mil pessoas vivem nessa região turística e a pavimentação pode melhorar o acesso a todos. A atuação conjunta é fundamental porque nosso objetivo é contribuir com o Governo e fazermos também a nossa parte”. 

O governador Pedro Taques informou à associação que fará uma visita nas próximas semanas à MT-020 para conhecer a região. 

A Aprodec vem tratando de outros temas relacionados ao desenvolvimento turístico e econômico em Chapada dos Guimarães. Entre os encaminhamentos está um estudo geológico realizado para reabertura do Portão do Inferno, na MT-251. O estudo, encomendado pela Aprodec e cedido à Sedec por meio de um termo de cooperação, foi realizado por geólogos da Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT). Nele constam reconhecimento preliminar da área, caracterização do meio físico, levantamento topográfico e sugestão dos locais apropriados para a realização das futuras obras. 

O Portão do Inferno está fechado desde 2011 devido a riscos de desabamentos detectados por geólogos da UFMT. A reabertura faz parte do projeto do Governo do Estado em viabilizar a implantação de um corredor de ecoturismo no Estado tendo como eixo principal Pantanal, Cuiabá, Chapada dos Guimarães e Nobres, a fim de promover o desenvolvimento econômico. 


Fonte: FOLHAMAX
Visite o website: https://www.folhamax.com/