Quinta-Feira, 03 de Setembro de 2015, 08h50
UNIC E UNIRONDON
Faculdades de MT aplicam "Golpe Virtual"

DIÁRIO DE CUIABÁ

greveunic.jpg

 

Enquanto os estudantes da UFMT estão sem aulas por conta de uma longa greve dos professores, os alunos da Universidade de Cuiabá (Unic) e Universidade Cândido Rondon (Unirondon), ambas pertencentes ao Grupo Kroton de Educação, dizem estar “comprando gato por lebre”. O ensino nas instituições está tomando um caminho que desagradou os universitários, que fecharam a Avenida Beira Rio na tarde e início da noite de ontem para uma manifestação. 

A mobilização dos estudantes vem acontecendo desde que o atual semestre começou, em 17 de agosto. Quando chegaram para as aulas, tomaram conhecimento de que a matéria de construção do Trabalho de Conclusão de Curso (TCC) seria realizada on-line. 

Essa não é a primeira matéria on-line ofertada pelas instituições. No curso de Direito, por exemplo, a aulas de Direito Tributário, Empresarial, Civil e outros, estão acontecendo por vídeo. “Não temos mais orientação nenhuma presencialmente, por conta dessa nova ferramenta”, disse a estudante Sheila Catarina. Para ela, se já há dificuldades com professores em sala, o que dirá com o ensino a distância. 

Para o universitário João Espósito, os alunos estão à deriva. “A promessa era de que um tutor estaria presente para tirar dúvidas e orientar nessas matérias on-line, mas até agora nada também”, disse. 

Segundo Sheila, quando os calouros entram na instituição, acreditam que terão aulas presenciais, mas a realidade é outra; se questionam representantes da instituição, são informados de que “há uma portaria do Ministério da Educação que autoriza”. 

As manifestações já realizadas são em prol da qualidade no ensino. Sheila salientou que não é uma luta contra as universidades e, sim, por melhorias. “Não queremos denegrir a instituição, até porque o nome dela estará em nossos diplomas, mas queremos garantir um bom ensino, que é espelho de bons profissionais no futuro”. 

A suposta falta de infraestrutura, especialmente na Unic, também é um ponto que mobilizou os estudantes. Segundo João, salas que deveriam abrigar até 60 alunos estariam lotadas, com 100. “Isso não é uma realidade só no Campus Beira Rio, mas também em outras unidades da Unic em Mato Grosso”. 

Em nota, a Unic informou que já tomou as providências necessárias para continuar oferecendo um ambiente de estudos adequado para seus acadêmicos. Informou ainda que o modelo acadêmico passou por uma atualização que visa à conexão com a nova realidade digital, seguindo as diretrizes do MEC e do Conselho Nacional de Educação (CNE).  “A Unic reitera que está em contato direto e permanente com seus alunos para sanar dúvidas sobre o novo modelo acadêmico. Reforçando o compromisso com a transparência, a instituição continua à disposição para qualquer esclarecimento adicional”, diz a nota.


Fonte: FOLHAMAX
Visite o website: https://www.folhamax.com/