Quarta-Feira, 09 de Setembro de 2015, 11h44
Deputados e clínicas de hemodiálise se reúnem com governador

Da Redação

Os deputados Saturnino Masson (PSDB), Wagner Ramos (PR), Eduardo Botelho (PSB) e José Domingos Fraga (PSD) estiveram reunidos com o Governador Pedro Taques (PSDB) para intermediar o pagamento de recursos do Governo Federal, atrasados há dois meses pela Secretaria de Estado de Saúde (SES) junto as clínicas de hemodiálises de quatro municípios.

De acordo com médicos representantes das clínicas de hemodiálise, Várzea Grande, Tangará da Serra, Sinop e Cáceres atendem em média, 700 pacientes. Ao todo, os dois meses de atraso totalizam R$ 2,5 milhões. 

Para o nefrologista José Alberto Kalil, o tratamento de hemodiálise dos pacientes já foi realizado, de acordo com credenciamento junto ao Sistema Único de Saúde (SUS), e o pagamento foi feito ao Estado pelo Governo Federal, por meio do Fundo de Ações Estratégicas de Compensação (FAEC). 

“Esse é um dinheiro fundo a fundo, exclusivo para esse tipo de atendimento, que o Governo Federal passa para o Governo do Estado, que por sua vez, repassa as clínicas. Existe a exigência legal de cinco dias e já estamos a mais de 30 dias sem receber o repasse de junho, hoje já saiu em todo o país, o repasse de julho, então não estamos recebendo pelo segundo mês”, disse Kalil.

Na reunião os médicos disseram que este serviço é de alta complexidade, insumos importados, alta folha de pagamento, o custo disso é caro, então os recursos vão se eximindo, e os riscos vão ficando para os pacientes. Como vamos continuar fazendo a hemodiálise nesses pacientes, se não temos condições, estamos em grau de insolvência. 

Para Saturnino essas discussões são importante porque estreita as relações entre médicos (clínicas) e o Governo. "Intermediamos essa audiência porque acreditamos que os médicos precisam de apoio junto aos seus recebimentos, bem como entendemos também o posicionamento do governador", declarou o parlamentar.

O governador disse  que vai se reunir com a SES está analisando a atual situação das clínicas junto á administração pública. "Vamos verificar a situação da clínicas quanto a documentação e impostos, para então providenciarmos imediatamente a regularização do pagamento das mesmas", disse Taques.

 


Fonte: FOLHAMAX
Visite o website: https://www.folhamax.com/