Segunda-Feira, 14 de Abril de 2014, 12h57
TEMOR GERAL
Antes de cassação, João Emanuel revelará extorsão de vereadores
Deputado afirma que outros parlamentares também cometeram erros graves na Câmara de Cuiabá

RAFAEL COSTA
Da Redação

\"Mary

 

O deputado estadual José Riva (PSD) revelou que o seu genro, vereador João Emanuel (PSD) fará uma denúncia na Câmara Municipal de Cuiabá de que foi alvo de extorsão de outros parlamentares. 

Numa sessão extraordinária de terça-feira (14), os vereadores irão votar o processo de quebra de decoro parlamentar de João Emanuel conduzido pela Comissão de Ética diante da suspeita de fraude em licitação e participação de uma quadrilha especializada em grilagem de terras e falsificação de documentos públicos, conforme investigação conduzida pelo Gaeco (Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado) na Operação Aprendiz. 

“Tem uma denúncia de extorsão que vai ser formulada e outras coisas que são muito graves. Quem nunca fez nada de errado que atire a primeira pedra e ali ninguém vai atirar porque todos erraram”, disse. A declaração foi dada na manhã desta segunda-feira (14) minutos antes de iniciar a solenidade de entrega de caminhões aos municípios pelo governo federal por meio da segunda etapa do PAC (Programa de Aceleração do Crescimento) que contou com a presença do ministro da Agricultura, Neri Geller (PMDB).

Riva atuou como o principal apoiar da eleição de João Emanuel para a presidência da Câmara Municipal de Cuiabá. No entanto, o parlamentar renunciou a presidência do Legislativo após de duras acusações do Ministério Público. Apesar disso, Riva nega que tenha agido para salvar o mandato do próprio genro. 

“Eu não intervenho nisso. É uma questão interna da Câmara Municipal. Minha participação se restringe ao apoio moral. Só estranho o Ministério Público não ter o mesmo empenho em relação a outros casos”, ressaltou. 

VEJA MAIS

CCJ aprova relatório e encaminha cassação de João Emanuel

MCCE protocola novo pedido de cassação contra João Emanuel

Câmara já deixa brechas jurídicas em processo contra João Emanuel

Câmara vota cassação de João Emanuel na próxima terça-feira

Comissão argumenta que João manchou a imagem da Câmara

João questiona Comissão e cita acordo para não cassá-lo

Ativista acusa segurança de João de agressão  


Fonte: FOLHAMAX
Visite o website: https://www.folhamax.com/