03 de Julho de 2020,

Mundo

A | A

Terça-Feira, 02 de Junho de 2020, 13h:00 | Atualizado:

CRISE

Anonymous revela dados de Bolsonaro

1_bolsonaro_continencia-17472211.jpg

 

O grupo Anonymous Brasil revelou, na noite da segunda-feira, dados pessoais do presidente Jair Bolsonaro, de seus filhos, da sua ex-esposa e dos ministros Abraham Weintraub e Damares Alves.

A informação sobre o vazamento foi confirmada pelo deputado estadual Douglas Garcia (PSL-SP), que também teve dados divulgados e afirmou pelas redes sociais que vai registrar um boletim de ocorrência sobre o assunto. “Anonymous Brasil, de forma criminosa, acaba de divulgar todos os meus dados nas redes sociais. Para que colocar os meus familiares em risco?”, questionou o deputado.

Os filhos do presidente que tiveram dados vazados foram o vereador Carlos Bolsonaro e o deputado federal Eduardo Bolsonaro. Todas as divulgações ocorreram pelo twitter do Anonymous Brasil, conta que foi derrubada pouco após a publicação.

"Não nos importamos, pois somos como uma hydra, corte uma cabeça e nascerá outras duas no lugar", afirmou um novo perfil que se disse ligado ao grupo do vazamento pouco após o primeiro perfil ser excluído.

Segundo a coluna Sonar, do jornal O Globo, alguns dos dados divulgados já eram de conhecimento público, como a declaração de bens imobiliários. Nenhum dos filhos de Jair Bolsonaro, dos ministros ou o próprio presidente se posicionou até o momento.

Postar um novo comentário

Comentários (3)

  • ANONYMOUS TA CERTO | Terça-Feira, 02 de Junho de 2020, 16h02
    1
    0

    PRO GADO HISTÉRICO, O FBI TA DESDE 2003 TENTANDO DESCOBRIR ESSA GALERA, TA BOM QUE O MINISTRO DA JUSTIÇA CONSEGUE ALGO, E TEM MAIS, ELES COMBATEM DIRETAMENTE O TERRORISMO, ANTES DE FALAR MERDA ACHANDO QUE É O PT, TOMEM NOÇÃO DO TAMANHO DA MERDA QUE SEU PRESIDENTE SE ENFIOU MEXENDO COM ESSA GALERA KKKKKK

  • Maria | Terça-Feira, 02 de Junho de 2020, 15h32
    1
    2

    Esses criminosos estão a serviços do PT e do PSOL.

  • alexandre | Terça-Feira, 02 de Junho de 2020, 15h22
    1
    2

    o STF não vai investigar ?

INFORMES PUBLICITÁRIOS

MAIS VÍDEOS