17 de Outubro de 2019,

Mundo

A | A

Domingo, 12 de Outubro de 2014, 14h:26 | Atualizado:

Apoio de Marina a Aécio é "compreensível", diz Dilma

Em entrevista coletiva em São Paulo neste domingo, a presidente e candidata à reeleição, Dilma Rousseff (PT), classificou como “compreensível” o apoio de Marina Silva (PSB) ao candidato do PSDB, Aécio Neves, no segundo turno da eleição presidencial. Segundo Dilma, os programas econômicos dos dois candidatos têm mais semelhanças entre si.

“Eu acho que esse anúncio é compreensível porque a proximidade maior que ela [Marina Silva] tem é com o programa econômico do Aécio, e tem menos proximidade, de fato, com o programa social do meu governo e do governo do presidente Lula”, afirmou Dilma, em coletiva durante agenda de campanha no bairro de Guaianases, na zona leste da capital paulista.

“O projeto que está do lado adversário representa uma visão da economia que, quando esteve no governo, quebrou o País três vezes”, disse a candidata à reeleição. “Deixou o País com desemprego de 11,5% e uma taxa de inflação de 12,5%”, completou.

Na manhã deste domingo, Marina Silva anunciou que votará e apoiará o candidato do PSDB no segundo turno, por entender que o tucano assumiu compromissos importantes para o desenvolvimento do País. A ex-senadora também fez uma série de críticas ao governo Dilma, dizendo ter sofrido “ataques destrutivos” durante a campanha presidencial e afirmou que o País está abalado com o descontrole da inflação.

A petista Dilma Rousseff disse não acreditar que haja uma transferência automática dos mais de 22 milhões de votos recebidos por Marina para a candidatura de Aécio Neves. “Eu acredito na democracia. E o voto é de quem vai à urna e vota. Não é propriedade minha nem de qualquer candidato”, disse Dilma.

 

Postar um novo comentário

Comentários

  • Comente esta notícia

INFORMES PUBLICITÁRIOS

MAIS VÍDEOS