26 de Abril de 2019,

Mundo

A | A

Quarta-Feira, 10 de Abril de 2019, 11h:13 | Atualizado:

ENTENDA

Aviação da Tailândia quer multas e até pena de morte para turistas em famosa 'pista das selfies'

selfie.jpg

 

Autoridades da aviação civil da Tailândia entraram em choque com associações e comerciantes que vivem do turismo. Isso porque moradores e visitantes poderão ser condenados a pagar multa ou e até perder a vida por tirarem selfies em um trecho da praia de Phuket.

A pista do aeroporto de Phuket fica colada à faixa de areia da praia, o que tornou o local muito conhecido e atrativo a pessoas que querem tirar fotos de pertinho das aeronaves. As autoridades defendem que tantas pessoas no lugar distraem os pilotos e levam risco à operação de pousos e decolagens. Mas associações locais dizem que proibir a prática ou qualquer medida do tipo vai estrangular o turismo, fonte de receitas para muitos.

Ao jornal Bankok Post, o vice-diretor do aeroporto internacional, Wichit Kaeothaithiam, destacou que tiar fotos nesta praia será, em breve, ilegal. A "pista de selfies" se tornou um perigo a mais para os voos em Phuket, na avaliação das autoridades de aviação.

De acordo com Kaeothaithiam, o trecho da praia próximo à pista será classificado zona de segurança, com acesso proibido. Ninguém poderá entrar na área para tirar fotos. Quem desobedecer a regra será fortemente multado ou até sentenciado à morte.

— A pena máxima (para esta infração) é a pena de morte — confirmou ele ao jornal.

Segundo o vice-diretor, as autoridades serão cobradas a cumprir a proibição do local pela Organização Internacional de Aviação Civil. Ele destacou que, embora aumentar as receitas do aeroporto seja importante, é preciso reforçar a segurança das operações.

Os turistas também têm sido orientados a evitarem usar drones e disparar flashes na direção dos aviões para não distrair os pilotos.

 

 

Postar um novo comentário

Comentários

  • Comente esta notícia

INFORMES PUBLICITÁRIOS

MAIS VÍDEOS