13 de Dezembro de 2019,

Mundo

A | A

Sábado, 15 de Março de 2014, 17h:30 | Atualizado:

Dilma: quem não valoriza programa social não teve 'de ralar'

A presidente Dilma Rousseff disse nesta sexta-feira, durante entrega de unidades habitacionais do Programa Minha Casa, Minha Vida, que imóveis próprios contribuem para a "sensação de cidadania" das pessoas, já que são uma conquista de direitos. A cerimônia foi realizada nesta tarde, na cidade de Araguaína, no Tocantins, com a entrega das chaves de 1.788 casas.

"Aqueles que não dão importância às pessoas ter a casa própria é porque nasceram em berço esplêndido. Aqueles que não valorizam o cartão do Minha Vida Melhor é porque nunca tiveram de ralar, de trabalhar de sol a sol para comprar uma televisão, uma geladeira, uma cama ou um colchão. Por isso, eu quero dizer para vocês, junto com o Minha Casa Minha Vida vocês podem ter também a alegria de ter seus móveis, sua televisão, seu computador, seu iPad. E aí eu quero dizer para vocês outra coisa. A responsabilidade por manter essas casas, por garantir que as crianças possam brincar, por garantir que essas casas sejam sempre bem apresentadas é de vocês, porque essa é uma conquista de vocês. E aí eu vou repetir: não é presente, é direito. Não é presente, é direito", afirmou a presidente em seu discurso. 

Além de autoridades locais, participou da solenidade o ministro das Cidades, Aguinaldo Ribeiro, que está deixando o governo. Em sua fala, o governador do Tocantins, Siqueira Campos, cobrou apoio do governo federal para a implantação das grandes regiões metropolitanas de Araguaína e Gurupi e para a capital do Estado, Palmas.

"Queremos uma providência definitiva para a construção da Hidrovia Tocantins", disse Siqueira Campos. A obra da Hidrovia Araguaia-Tocantins prevê a retirada de pedras em um trecho de cerca de 35 quilômetros no rio Tocantins para tornar o local navegável para embarcações cargueiras no período da seca, entre agosto e janeiro.

No discurso, Dilma não falou dos pedidos do governador, mas citou avanços proporcionados pelo governo federal na região. Segundo ela, recursos foram liberados para implantar o projeto para obras de continuação da Avenida Marginal Neblina e para implantação de uma ponte sobre o rio Lontra.

"O aeroporto daqui da cidade vai receber os investimentos necessários para serem modernizados e ampliados", anunciou ainda a presidente, depois de citar perspectivas promissoras para os jovens de Araguaína com um campus da Universidade Federal do Tocantins e uma escola técnica.

Postar um novo comentário

Comentários

  • Comente esta notícia

INFORMES PUBLICITÁRIOS

MAIS VÍDEOS