Mundo Segunda-Feira, 27 de Maio de 2019, 10h:30 | Atualizado:

Segunda-Feira, 27 de Maio de 2019, 10h:30 | Atualizado:

OPERAÇÃO

DJs e empresários são presos por tráfico em raves

 

G1

Compartilhar

WhatsApp Facebook google plus

drogas-rave.jpeg

 

A Polícia Civil do Distrito Federal cumpre, na manhã desta segunda-feira (27), 29 mandados de busca e apreensão e 22 de prisão no DF, Minas Gerais e em Goiás. Os alvos são traficantes de drogas sintéticas.

Segundo a investigação, entre os suspeitos estão DJ's e empresários que vendiam os entorpecentes em festas raves que ocorriam em Brasília. As substâncias eram trazidas, principalmente, de Anápolis, Goiânia, Aparecida de Goiânia e de Valparaíso – todos municípios de Goiás.

A distribuição em festivais de música eletrônica era feita "em larga escala", de acordo com a polícia, por motoristas de aplicativos. O grupo também abria empresas em Brasília para lavar dinheiro obtido com a venda das substâncias ilícitas.

A operação, batizada de "Tridente" – por envolver dois estados e a capital do país –, é feita pela Coordenação de Combate a Corrupção e ao Crime Organizado (Cecor), com apoio da Coordenação de Repressão as Drogas (Cord) e das polícias de Minas Gerais e de Goiás. Ao todo, 150 policiais participam da operação.

Outra fase

A investigação começou no ano passado. A primeira fase foi chamada de operação Arpão e cumpriu quatro mandados de prisão e dez de busca e apreensão nas regiões do Itapoã, Paranoá, Samambaia e no Plano Piloto.

Em outubro, sete homens e uma mulher foram presos pela Polícia do DF suspeitos de integrar o mesmo esquema de tráfico de drogas.





Postar um novo comentário





Comentários

Comente esta notícia






Copyright © 2018 Folhamax - Mais que Notícias, Fatos - Telefone: (65) 3028-6068 - Todos os direitos reservados.
Logo Trinix Internet