Mundo Quinta-Feira, 09 de Maio de 2019, 14h:55 | Atualizado:

Quinta-Feira, 09 de Maio de 2019, 14h:55 | Atualizado:

REAÇÃO

Homem incendeia filha grávida e genro por casamento

 

EXTRA

Compartilhar

WhatsApp Facebook google plus

INDIANO.jpg

 

A separação por castas é assunto sério para muitos indianos. Desafiar a separação social pode levar a extremos. Foi o que fez um homem no vilarejo de Nighoj (estado de Maharashtra, Índia). Ele ateou fogo na filha, Rukmini, de 19 anos, que estava grávida, e no marido dela, Mangesh Ransing, de 23. Os dois, de castas diferentes, ficaram seriamente feridos, contou o site "The Hindu" nesta semana. Rukmini não resistiu aos ferimentos e morreu quatro dias depois. O marido está em situação grave, com queimaduras no rosto e várias outras partes do corpo.

O inspetor Vijaykumar Botre revelou que Rukmini e Mangesh haviam se casado seis meses atrás contra a vontade dos pais da noiva. O noivo pertence à casta Lohar, que é uma tribo nômade considerada inferior pela família de Rukmini, que, por sua vez, pertencia à casta Pashi.

A polícia já havia alertado o casal de que o pai da noiva poderia agir com violência em represália ao casamento. No início do mês, ele se juntou a dois tios de Rukmini para punir a filha e o genro.

A jovem havia sido levada de volta para a casa dos pais pela mãe e uma irmã. Mangesh foi até o local a fim de recuperar a esposa, e discutiu duramente com o sogro. Na confusão, o trio jogou gasolina no "casal proibido" e ateou fogo.

O pai de Rukmini está foragido. Os tios dela foram presos.





Postar um novo comentário





Comentários

Comente esta notícia






Copyright © 2018 Folhamax - Mais que Notícias, Fatos - Telefone: (65) 3028-6068 - Todos os direitos reservados.
Logo Trinix Internet