12 de Dezembro de 2019,

Mundo

A | A

Quinta-Feira, 21 de Novembro de 2019, 22h:00 | Atualizado:

TENTATIVA DE ASSALTO

Morre professora atingida por bala perdida

Rep. Facebook

PROFESSORA BALA PERDIDA.jpeg

 

A professora Fabiana Filipino Coelho, de 44 anos, morreu na noite de quarta-feira (20) após ser baleada por um policial reformado durante uma confusão na Rua Marechal Deodoro, no Centro de Juiz de Fora, após uma tentativa de assalto. O Instituto Médico Legal (IML) confirmou que o corpo da mulher está no local na manhã desta quinta-feira (21).

Após ser atingida por um tiro na lombar, Fabiana foi encaminhada pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) para o Hospital Albert Sabin. Na quarta-feira (20), o hospital não informou o estado de saúde da vítima. O G1 entrou em contato com a assessoria do Hospital que informou que "em respeito a lei de sigilo médico e a família da vítima, o Hospital não irá fornecer detalhes da condição de chegada da Fabiana ao Hospital Albert Sabin."

Segundo o Cemitério Parque da Saudade, o enterro de Fabiana será às 16h na Capela 5. A mulher era professora de matemática do Instituto Estadual de Educação (IEE) e deixa um filho de 5 anos. O G1 entrou em contato com o Sindicato dos Professores de Juiz de Fora (Sinpro/JF) para saber se terá aula normal no local e aguarda resposta.

A Polícia Militar (PM) registrou o caso como tentativa de homicídio e roubo tentado. A reportagem também entrou em contato com a Polícia Civil que informou que o caso será investigado, foi encaminhado para a Delegacia Especializada em Homicídios e que o inquérito já foi aberto pelo delegado Rodrigo Rolli.

Estudantes fazem homenagem

Alunos do Instituto Estadual de Educação (IEE) realizam na manhã desta quinta-feira (21) um ato em homenagem a Fabiana Filipino Coelho, professora da instituição.

Diversos estudantes saem em caminhada com rosas de papel na mão saindo da escola, na Rua Espírito Santo, e seguindo pelas principais ruas do Centro da cidade.

Confusão após tentativa de assalto

De acordo com informações da Polícia Militar (PM), um adolescente de 16 anos, suspeito de ter roubado cerca de R$ 100 de outra pessoa na Praça da Estação, ele fugiu em direção à Rua Marechal Deodoro, onde o policial reformado, que não teve a idade divulgada, tentou intercepta-lo, após testemunhas terem gritado que o rapaz teria praticado um assalto.

Neste momento, o policial agarrou o adolescente, que durante luta corporal, o atingiu com uma faca no braço. Tentando revidar à agressão, o reformado atirou com uma arma de fogo. O disparo, no entanto, acertou uma pedestre, que passava pelo local.

O policial reformado foi encaminhado pelo Samu para o Hospital de Pronto Socorro Dr. Mozart Teixeira (HPS) e depois transferido para o Hospital Albert Sabin, onde passou por uma cirurgia no braço. Não foi possível saber o estado de saúde dele já que a identidade não foi revelada.

Após a confusão, o menor foi detido por populares, que esperaram a chegada da corporação. Ele foi apreendido e levado para a Delegacia de Polícia Civil para demais providências. Os militares apreenderam uma faca, um aparelho celular, R$ 135, um revólver, cinco munições calibre 32. Ainda segundo a corporação, o suspeito já foi apreendido por registros de roubos e por porte ilegal de arma de fogo nos últimos seis meses deste ano.

O adolescente de 16 anos será ouvido no Vara da Infância e Juventude no Bairro Costa Carvalho às 13h desta quinta-feira (21). Na audiência, será decidido se o menor continua acautelado ou responde em liberdade.

 

Postar um novo comentário

Comentários

  • Comente esta notícia

INFORMES PUBLICITÁRIOS

MAIS VÍDEOS