03 de Abril de 2020,

Mundo

A | A

Terça-Feira, 18 de Fevereiro de 2020, 09h:46 | Atualizado:

ELETROCUTADA

Mulher apoia em poste para fazer xixi e morre

postechoque.jpg

 

Um dos amigos de Thais Sibele Alves Souza, 25 anos, morta após sofrer uma descarga elétrica, deu detalhes de como aconteceu o acidente. Elizeu Matias Arruda, 18, estava ao lado dela e virou o rosto porque ela tinha se agachado para fazer xixi. Ao encostar uma das mãos em um poste de iluminação público e outra em uma cerca metálica, Thais recebeu o choque.

O caso aconteceu na madrugada de sábado (15/02/2020) na Quadra 19 do Paranoá. Um helicóptero chegou a ser deslocado pelo Corpo de Bombeiros (CBMDF), mas, após uma hora de tentativas de reanimação, foi constatado o óbito da jovem.

A moradora do Itapoã havia saído com três amigos para o Art Club Cultura Reggae, uma casa de festas no Paranoá, na noite de sábado. Ao chegar lá, porém, o grupo achou o local vazio e resolveu se deslocar para uma praça.

“Eu não conhecia o lugar, ela iria me apresentar. Mas, como havia pouca gente, saímos e fomos comprar uma bebida para depois ficar numa pracinha”, narrou Elizeu.

Thais, contudo, não chegou até a praça. Parou para urinar ao lado da Unidade Básica de Saúde (UBS) do Paranoá. Quando ela se agachou, Elizeu e outros amigos se viraram. Ao virarem de volta, a jovem já tinha sofrido a descarga elétrica. “Os meninos chamaram os bombeiros na hora”, lembrou ele.

Elizeu e Thais se conheciam havia pouco tempo, mas, como moravam perto um do outro, se viam com frequência. “Era só brincadeira o tempo todo”, disse. “A gente se apegou muito rápido. Ela era alegre demais, não deixava ninguém triste, vivia rindo”, completou o amigo, com lágrimas nos olhos.

 

Postar um novo comentário

Comentários

  • Comente esta notícia

INFORMES PUBLICITÁRIOS

MAIS VÍDEOS