12 de Agosto de 2020,

Artigos

Mundo

A | A

Segunda-Feira, 09 de Dezembro de 2019, 09h:45 | Atualizado:

ILHA TURÍSTICA

Vulcão na Nova Zelândia entra em erupção e deixa mortos feridos

Reprodução

vulcao.jpg

 

Cinco pessoas morreram e 18 ficaram feridas depois que o vulcão da Ilha Branca entrou em erupção na costa leste da Nova Zelândia nesta segunda-feira (9). Dez pessoas estão desaparecidas, de acordo com a polícia.

O vulcão, também conhecido como Whakaari, lançou rochas, cinzas e muita fumaça pouco depois das 14h (no horário local). Uma nuvem de cinzas espessa podia ser vista a vários quilômetros de distância.

No momento da erupção, cerca de 50 turistas neozelandeses ou estrangeiros estavam na ilha ou perto dela. Entre eles, estavam os passageiros do navio de cruzeiros Ovation of the Seas, que estava na Ilha Branca. A embarcação seguiu para a cidade costeira Tauranga.

Um casal de brasileiros que vive na Austrália contou nas redes sociais que escapou por poucos minutos da erupção do vulcão. Allessandro Kauffmann afirmou que dois tours foram até o vulcão nesta segunda. Eles estavam no primeiro. Alguns turistas que estavam no segundo tour tiveram queimaduras - algumas graves.

Vinte e três pessoas foram retiradas da ilha a bordo de barcos utilizados em excursões, mas a operação de resgate teve que ser interrompida. O representante da polícia da Nova Zelândia, John Tims, explicou que, por causa do risco, os serviços de emergência não estão tendo acesso à ilha.

A polícia afirmou que não acredita que haja algum sobrevivente na ilha. As autoridades trabalham para calcular o número exato de turistas que estaria no local no momento da erupção.

Os feridos, alguns com queimaduras graves, foram levados para hospitais da cidade de Whakatane.

A primeira-ministra neozelandesa, Jacinda Ardern, já chegou à região.

Alerta

A Agência Nacional de Emergência emitiu um alerta para possíveis novas erupções e atividade sísmica moderada.

As autoridades neozelandesas cancelaram excursões na região, visitada a cada ano por 10.000 pessoas.

De acordo com a BBC, em 3 de dezembro, o site de monitoramento geológico GeoNet alertou que "o vulcão podia estar entrando em um período em que a atividade eruptiva era mais provável do que o normal". Porém, tinham acrescentado que "o atual nível de atividade não representava um risco direto para os visitantes".

Já a professora associada da Universidade de Auckland, Jan Lindsay, disse que o nível de alerta foi recentemente aumentado de um para dois. "Havia um nível elevado de agitação e todos estavam cientes", declarou.

10 mil turistas ao ano

O vulcão da Ilha Branca, chamado pelos nativos maoris neozelandeses de Whakaari, atrai cerca de 10 mil turistas anualmente.

A formação rochosa fica constantemente envolta em uma nuvem de fumaça branca – o que originou seu nome, “Ilha Branca”. No local, é possível ver rochas amareladas cobertas de enxofre e um lago verde fosforescente de ácido sulfúrico.

A sua mais recente erupção, até então, tinha ocorrido em 2016, mas ele registrou diversas delas nas últimas cinco décadas.

Para chegar ao Whakaari é preciso ter dinheiro para bancar a viagem de helicóptero ou encarar algumas horas de barco.

 



Postar um novo comentário

Comentários

  • Comente esta notícia

INFORMES PUBLICITÁRIOS

MAIS VÍDEOS