Opinião Sexta-Feira, 26 de Abril de 2019, 15h:14 | Atualizado:

Sexta-Feira, 26 de Abril de 2019, 15h:14 | Atualizado:

Eduardo Póvoas

Capitão “te” cuida

 

Eduardo Póvoas

Compartilhar

WhatsApp Facebook google plus

eduardopovoas.jpg

 

Escrevi cerca de dois meses antes da eleição presidencial que o candidato Jair Bolsonaro não era nenhuma Brastemp e muito menos um Posto Ipiranga.

Com os candidatos pretendentes à vaga de Presidente da República, tinha e tenho até hoje a certeza de que o Capitão seria o menos ruim para o Brasil.

Não quero falar sobre os outros, faça o seu juízo que eu respeito, porem nenhum deles a não ser o Capitão convenceria a ter meu voto.

Diziam amigos meus que Bolsonaro não era preparado, não era culto, não era isto ou não era aquilo. Pouco me interessava se preparado ou culto era o Capitão, pois já tivemos um cultíssimo que na minha ótica “asfaltou” o caminho para o Pt chegar ao poder, e outro sabiamente inculto, deixando nosso país ser “inquilino” das principais páginas policiais do planeta.

Cheguei à eleição passada, tendo a absoluta certeza de que o Brasil não precisava mais de um Presidente culto ou de um inculto, precisava de um Presidente Macho (com M maísculo).

Aí brota o Capitão, mais grosso que papel de embrulhar prego, e já sabendo de algumas posições sua no Congresso, penso eu: “taí o cara”!

Mas, confesso-lhes que nunca soube que seus filhos interferiam tanto na sua vida pública. Uma coisa é ser Deputado Federal, outra é ser chefe de um poder.

Capitão, seus filhos enquanto atiram para Bebianos, Olavos e Mourões da vida (embora este seja o segundo do país), parece estar tudo bem. Parecem aceitar a desculpa de que “é sangue do meu sangue”.

Mas cuidado com o giro dessa metralhadora pois pode fugir de controle.

A hora que a metralhadora desses seus “meninos” virar no sentido do Congresso Nacional, não tenha dúvida Capitão, sua faixa presidencial começará a cair do seu peito.

Eu não votei, ninguém votou nos seus filhos, uma nação de duzentas e vinte milhões de pessoas, ávida por voltar as trilhos da decência e da probidade, está começando a se preocupar com o cargo que a duras penas lhe demos.

Tá na hora de colocar o uniforme do Jardim de Infância nos seus garotos, encher a lancheira deles e encaminha-los para a escola.

Amor e afeto a um pai tem-se diferentes maneiras de ser expressado, e agressão não é a melhor forma para tal.

Nós que aí te colocamos, esperamos, isto sim, que o senhor nos devolva um país digno de criarmos filhos e netos.

Este é um alerta, se o senhor não acreditar, salve este artigo em uma pasta no seu computador para que, se continuarem seus filhos a interferir no seu governo e o senhor achar que “sangue do meu sangue” pode fazer isso, abra-o em um futuro breve.

EDUARDO PÓVOAS PÓS GRADUADO PELA UFRJ.

 





Postar um novo comentário





Comentários (4)

  • Gregory House

    Sábado, 27 de Abril de 2019, 06h48
  • Caro Eduardo! Pelo jeito não entendeu o papel da prole do capitão nesta guerra. Estão lá em seus diversos cargos (eleitos pelo povo) para servir de infantaria contra a corrupção generalizada neste país. Não nos deixemos enganar pelas publicações tendenciosas que estão acontecendo, pois, os “garotos” estão servindo de escudo e boi de piranha nessa batalha contra um inimigo muito maior do que imaginamos.
    3
    3



  • ?ngelo

    Sexta-Feira, 26 de Abril de 2019, 19h07
  • É por culpa de gente ignorante como o senhor que esse psicopata está na presidência; dizer que ele era o "menos ruim" revela o grau de imaturidade política dessa classe média que pensa que é rica mas que na verdade está mais próxima da pobreza ... Bolsonaro é a escória e quem votou nele têm as mãos sujas de sangue ...
    5
    7



  • S? na observa??o

    Sexta-Feira, 26 de Abril de 2019, 18h11
  • Quanta inocência demonstrada por esse articulista no conteúdo deste artigo! OMG
    5
    8



  • Air Francisco Costa

    Sexta-Feira, 26 de Abril de 2019, 16h36
  • Eduardo, bem lembrado capitão. Pois na campanha ele falava que era capacitado, preparado para ser presidente e recentemente falou que nasceu para ser capitão e não presidente. será que foi picado pela mosca azul do serviço público? Será que está bebendo demais no palácio? Será que teremos que fazer fazer exame psiquiátrico nos futuros candidatos? 100 dias de governo e só vimos caneladas e mais caneladas, ministros caindo mais que estrela cadente. O país em cem dias está pior que na era Temer, que ensaiava uma recuperação econômica.
    4
    7









Copyright © 2018 Folhamax - Mais que Notícias, Fatos - Telefone: (65) 3028-6068 - Todos os direitos reservados.
Logo Trinix Internet