23 de Janeiro de 2020,

Opinião

A | A

Domingo, 07 de Setembro de 2014, 10h:51 | Atualizado:

Gabriel Novis Neves

Jovens

Gabriel Novis

 

Quando o Congresso Nacional votou a lei que dava aos jovens de dezesseis anos o direito ao voto político, foi uma festa.

Nos seus primeiros anos de validade - que promovia o

adolescente a cidadão com direito a escolher os nossos governantes, a adesão dos jovens foi em grande escala, ultrapassando as expectativas mais otimistas.

O comportamento dos nossos políticos foi tão decepcionante em termos de ética e trabalho para melhorar a qualidade de vida da nossa gente, que os jovens se desinteressaram por exercer o seu direito de votar.

Além do mais, os nossos políticos não conseguem falar a

linguagem da juventude, sedenta pelas transformações sociais tão desejadas por todos.

Essa falta de interesse pela escolha daqueles que irão

comandar o nosso futuro é um grave sinal de deterioração social.

É a reprovação da nossa juventude com a maneira de governar esta nação, onde tudo funciona na lei do toma-lá-dá-cá.

É triste verificarmos esse fenômeno. O perfil da grande maioria dos candidatos é mesmo desolador, o que só faz afastar os jovens do exercício do voto.

A política se tornou um campo fértil para que aventureiros,

oportunistas, carreiristas e negociantes se apropriem do poder.

A dificuldade hoje é encontrar alguém ético para colocar o seu nome à disposição dos partidos que negociam a sua participação, atendendo o que há de mais execrável em política: a traição.  

As chapas partidárias apresentadas aos eleitores são o

resultado de uma penosa seleção da cúpula do poder econômico.

Todos sabem que doações financeiras para campanhas

políticas não existem, e sim, adiantamentos.

Eis uma das razões para o desencanto dos jovens desse processo eleitoral espúrio vigente neste país.

Os jovens são idealistas na sua grande maioria, razão

principal do seu afastamento da luta política. 

Gabriel Novis Neves é médico

 

Postar um novo comentário

Comentários

  • Comente esta notícia

INFORMES PUBLICITÁRIOS

MAIS VÍDEOS