25 de Junho de 2019,

Opinião

A | A

Sexta-Feira, 24 de Maio de 2019, 13h:45 | Atualizado:

Wilson Fuá

Tudo ao seu tempo

Wilson Fua.jpg

 

Tudo se transforma com o tempo, somos seres em transformação e a cada aniversário encerra e iniciam novos ciclos, dependendo do nosso entendimento as mudanças são bem aceitas, ou não. Mas, muito sofrem por não entender que a vida é formada de etapas e a cada fim do dia encerra parte uma etapa e ao amanhecer inicia outra.  

A cada dia acrescentamos parte das nossas experiências em nossas existências, e as conquistas apesar do prazer que nos dá  com as realizações, trás também os desgastes físicos, por isso, devemos estar preparados para aceitar e entender o enfraquecimento do corpo e a fortificação da alma. Ao fim do clico das células, são retratado o envelhecimento da pele e assim, passamos a sentir a diminuição das forças musculares, provocando a lentidão dos reflexos e as diminuições das ações  mentais.

Tentar minimizar o poder da insatisfação contra o envelhecimento faz parte das reações mentais, porque a vida é formada de quadros que registram os instantâneos das transformações das nossas figuras, as pessoas são mais felizes ao entender que cada idade tem a sua beleza e não adianta lutar contra as transformações, pois somos apenas senhores das nossas ações, mas não somos donos do tempo. 

O corpo é apenas a vestimenta da alma, e como as roupas, também envelhecem e às vezes até saem de moda, mas algumas pessoas por serem escravas do seu próprio corpo, passam a vida cuidando do corpo e esquece-se de alimentar a alma, até um dia entender que na academia das almas, os índices são alcançados através da busca constante da fé e das boas experiências vividas armazenadas no arquivo mental.  

Ficar a reclamar do que é possível mudar e não dar o primeiro passo, fatalmente às oportunidades não ficarão a esperar por você, o importante é aproveitar todas as oportunidades e as opções que vida nos proporciona para o nosso crescimento material e espiritual, porque não nascemos para sermos eternos, cada um de nós já nasce com o seu tempo de validade, tudo ao seu tempo e este não espera por ninguém.                        

WILSON CARLOS FUÁH é economista, especialista em Recursos Humanos e Relações Sociais e Políticas.

Fale com o Autor: wilsonfua@gmail.com

 

Postar um novo comentário

Comentários

  • Comente esta notícia

INFORMES PUBLICITÁRIOS

MAIS VÍDEOS