12 de Agosto de 2020,

Artigos

Opinião

A | A

Segunda-Feira, 07 de Julho de 2014, 13h:47 | Atualizado:

Lício Malheiros

Viaduto da morte!

licio.jpg

 

O triste episódio ocorrido em Belo Horizonte, tendo como cenário central o viaduto Guararapes, situado na Avenida Pedro I, o mesmo,  desabou  na última quinta-feira (3), matando duas pessoas e deixando 23 feridos. O referido viaduto estava sob investigação do Ministério Público (MP) e Tribunal de Contas do Estado (TCE) de Minas, desde 2012, por erros na execução do projeto, atrasos nas obras e superfaturamento; tendo como construtora responsável Cowan (S/A).

A vilipendiação dos direitos constitucionais em nosso país é algo recorrente e constante, agora, quando este atinge o direito à vida,  que é o mais fundamental de todos os direitos, já que se constitui em pré-requisito à existência e exercício de todos os demais direitos. Ai sim, a  coisa  deveria mudaria  de figura; isso não acontece por  estarmos maravilhados e acometidos por um profundo sentimento patriota, tendo em vista estarmos sediando a  Copa do Mundo 2014. 

Tanto é verdade, que aconteceu uma verdadeira tragédia em Belo Horizonte, tendo como cenário central, o viaduto Guararapes situado na Avenida Pedro I, este, desabou  na última quinta-feira (3), matando duas pessoas e deixando 23 feridos.

Segundo informações publicas pela ONG Contas Abertas, revela que a referida construtora, responsável pelo viaduto que caiu em Belo Horizonte (BH) teria repassado R$ 2,8 milhões, para campanha nas eleições 2012, sendo que, os recursos teriam sidos destinados a três partidos, entre os quais o PMDB nacional, teria sido o maior beneficiado  com a quantia de R$ 1,8 milhões doados, depois aparecem o diretório nacional do PCdoB com R$ 500 mil e o restante, outro  R$ 500 mil, foram repassados ao PSDB; esses dados não são de minha autoria, quem os publicou foi à referida  ONG.

Paradoxalmente a este lamentável fato ocorrido com o desabamento deste viaduto, vitimando duas pessoas comuns trabalhadoras; entre as quais está a motorista Hanna Cristina dos Santos, que morreu nesse fatídico desabamento. Ela tinha apenas 24 anos e, deixou uma filha de 5, isso é lamentável sob todos os aspectos, só que este fato, não ganhou a mesma notoriedade do ocorrido com o jogador Neymar. 

Neymar, na partida contra a Colômbia, sofreu fratura na vértebra da coluna lombar, isso foi realmente um motivo de comoção nacional, sentimos também pelo ocorrido, claro, somos brasileiros e como tal ficamos comovidos com o fato, esta lesão poderá tira-lo da possível decisão final.

O que combatemos  veementemente é  a utilização da Copa do Mundo 2014, como pano de fundo, para que questões importantíssimas sejam esquecidas e empurradas para debaixo do tape; principalmente em se tratando de pessoas humildes, os expropriados do capital, pessoas,  sem nenhuma notoriedade nacional,  que, porém pagam rigorosamente seus impostos. 

Este fato lastimável e imoral, ocorrido em Belo Horisonte, serve de alerta para o país, pois quando for detectado qualquer tipo de irregularidade nessas obras, pelos poderes constituídos, que sejam, levados a sério, para que pessoas inocentes não venham pagar com suas vidas, em nome de uma Copa do Mundo.

Pare o mundo, quero descer!

Professor Licio Antonio Malheiros é geógrafo 



Postar um novo comentário

Comentários

  • Comente esta notícia

Confira também:

INíCIO
ANTERIOR
1 de 1548

INFORMES PUBLICITÁRIOS

MAIS VÍDEOS