25 de Junho de 2019,

Polícia

A | A

Quinta-Feira, 23 de Maio de 2019, 16h:12 | Atualizado:

HOMOFOBIA

Acusado de matar travesti vai a júri popular em MT

travesti-morta.jpg

 

Valdinei Sousa da Silva será julgado pelo Tribunal do Júri de Rondonópolis (a 212km de Cuiabá) nesta sexta-feira (24 de maio), por homicídio duplamente qualificado por motivo torpe - movido por sentimento de homofobia - e mediante recurso que dificultou a defesa da vítima. Conforme denúncia da 6ª Promotoria de Justiça Criminal, o crime aconteceu em junho de 2017, no bairro Novo Horizonte. Jean Henrique Dias, que possuía o nome social “Tábata”, foi morto pelo acusado com quatro disparos de arma de fogo.

De acordo com a investigação, a vítima era travesti e fazia ponto no local quando o denunciado e esposa passaram em uma motocicleta, e, movidos por sentimentos de preconceito e discriminação, ofenderam Tábata e outras travestis que ali estavam. A vítima revidou a ofensa, o que teria deixado Valdinei irritado.

Narra a denúncia que, na sequência, “imbuído de animus necandi (com intenção de matar), o denunciado se deslocou até a sua residência, ocasião em que se apossou de uma arma de fogo e retornou sozinho ao local do crime”, onde disparou quatro vezes contra Tábata. A vítima morreu na hora. O acusado está preso preventivamente desde  2017 na Penitenciária Major PM Eldo Sá Corrêa - “Mata Grande”.

Postar um novo comentário

Comentários (1)

  • jose A. Silva | Quinta-Feira, 23 de Maio de 2019, 16h59
    1
    4

    Deveria era ganhar um premio!

INFORMES PUBLICITÁRIOS

MAIS VÍDEOS