19 de Novembro de 2019,

Polícia

A | A

Sexta-Feira, 18 de Outubro de 2019, 10h:58 | Atualizado:

ÁUDIOS NO WHATS

Adolescentes depõem sobre ameaça de ataque a escola em VG

escola-ataque.jpg

 

Três adolescentes foram ouvidos pela polícia nessa quinta-feira (17) suspeitos de participarem de um suposto grupo que planejava um ataque na Escola Estadual Salim Nadaf no bairro Cristo Rei em Várzea Grande, região metropolitana de Cuiabá.

De acordo com a Polícia Civil, três adolescentes foram ouvidos na Delegacia Especializada do Adolescente de Várzea Grande (DEA-VG) por participação em grupo de WhatsApp que teria a finalidade de praticar um atentado na unidade.

O boletim de ocorrência foi registrado pela coordenadoria da escola na 2ª Delegacia de Polícia de Várzea Grande na manhã de quinta-feira após uma denúncia anônima.

Com base nas informações, os estudantes supostamente envolvidos compareceram à DEA acompanhados dos pais para prestarem esclarecimentos.

Segundo a Polícia Civil, se comprovada qualquer situação ilícita, os adolescentes poderão responder por incitação e apologia ao crime.

A Polícia Civil comunica que todas as informações que chegam ao conhecimento da instituição sobre ameaças de ataques em escola são checadas.

Em nota enviada ao G1, a Secretaria de Estado de Educação (Seduc) informou os seguintes pontos:

A Seduc enviou um orientativo a todas as unidades escolares explicando quais procedimentos tomar em situações semelhantes.

Registrar Boletim de Ocorrência;

Identificar os alunos da escola;

Entrar em contato com o Conselho Tutelar e a Promotoria da Infância e Adolescência para informar sobre a situação;

Reunir com os pais e/ou responsáveis dos alunos envolvidos no grupo;

As informações ficarão a cargo da Polícia Civil, responsável pelas investigações que o caso requer.

 

Postar um novo comentário

Comentários (1)

  • +Rogério' | Sexta-Feira, 18 de Outubro de 2019, 13h13
    4
    0

    Um mês preso isolado da sociedade recebendo uma dose de surdão bem dada de 6/6 horas, irá ajudar a refletir no que estes lixos estão fazendo.

INFORMES PUBLICITÁRIOS

MAIS VÍDEOS