22 de Outubro de 2019,

Polícia

A | A

Quarta-Feira, 18 de Setembro de 2019, 23h:00 | Atualizado:

DUELO DE FARDA

Cabo manda prender presidente e vice de sindicato por "rasgar" prestação de contas

Cabo entendeu que sindicalistas ofenderam superior hierárquico na PM e deu voz de prisão aos sindicalistas


Da Redação

associacaodecabosesoldados.jpg

 Sede da Associação de Cabos e Soldados da PM e Bombeiros de MT

Um desentendimento dentro da Associação dos Cabos e Soldados da Polícia Militar (ACS/PMMT) por causa da prestação de contas da diretoria relativa ao ano de 2017 foi parar na delegacia, após o presidente do conselho fiscal, cabo-PM Marlon Jackson Gonçalves, dar voz de prisão ao presidente e ao vice-presidente da diretoria executiva, os soldados Adão Martins da Silva e Edinelson da Silva Nazário, por agirem de forma agressiva e ou desrespeitosa contra um superior hierárquico.

O boletim de ocorrência foi registrado nesta terça-feira (17), depois que os dois entraram em atrito por causa da ata da reunião extraordinária na qual foi decidido não se conceder mais prazo para os diretores apresentarem as tais contas.

O cabo pediu e conseguiu que o presidente assinasse o documento, mas o vice questionou a competência do conselho fiscal para lavrar atas. Um segurou de um lado, o outro puxou de outro e o papel rasgou-se. “Me retirei da sala, fui até uma viatura, esperei ele sair e dei-lhe voz de prisão”, explicou o cabo Jackson Gonçalves.

ENTENDA 

Conselho fiscal (composto por presidente e dois membros) e diretoria executiva (feito por presidente e vice) foram eleitos juntos em novembro de 2016. A gestão começou no dia 18 de janeiro de 2017. Em 31 de maio de 2018 foi convocada uma assembleia ordinária para aprovação das contas, porém estas não foram enviadas ao conselho para análise e parecer anteriores.

O que seria aprovação de contas acabou virando demonstrativo de contas. Os associados então solicitaram que fosse feita uma auditoria administrativo-financeira externa. O conselho fiscal fez um orçamento e apresentou três propostas à diretoria executiva, que deveria proceder à auditoria. Acabou escolhida a empresa Contamat por ser a mais barata.

De acordo com o cabo Jackson Gonçalves, os auditores tiveram muita dificuldade para acessar todas as contas e documentos solicitados por causa de aduzida má vontade da diretoria. Os meses se passaram, solicitações não foram atendidas, chegou dezembro e a Contamat tinha que apresentar o relatório de seus trabalhos, feitos com pouquíssima documentação.

Assim, como ficou prejudicada, a equipe de auditoria recomendou revisões e correções na prestação de contas 2017, porque esta acabou realizada de forma precária. Em janeiro do ano seguinte, a mesma Contamat tentou fazer uma reunião com a diretoria executiva, mas sem sucesso, pois ninguém respondia às tentativas de contato.

Em fevereiro, o conselho fiscal solicitou a reunião, realizada nesta terça (17), com a diretoria executiva para decidir como proceder. Foi informado então que providências já estavam sendo tomadas com um contador identificado apenas como Leandro. Agora, na semana passada, o cabo pediu novamente a prestação das contas 2017 e não foi atendido.

Pediram então mais prazo. Foi quando o conselho se reuniu novamente e decidiu não conceder prazo nenhum e ainda proceder ao relatório e parecer recomendando a reprovação das contas pelo não atendimento à solicitação. Foi aí que começou a confusão na reunião, logo depois que a diretoria executiva questionou a competência do conselho fiscal para proceder à ata.

“O diretor-presidente, que já havia assinado uma das vias, repassou para mim a via assinada, mas no meio da celeuma foi pedido para que eu devolvesse o documento. Quando olhei pro documento, o soldado Nazário, vice-presidente, veio de forma agressiva, puxou o documento da minha mão, segurei, rasgou um pedaço e ele entregou o pedaço que ficou com ele, a maior parte, ao diretor-presidente, que terminou de rasgar. Diante dessa agressividade, como somos militares, me retirei da sala, chamei a viatura e dei voz de prisão ao soldado por agir de forma agressiva e desrespeitosa contra um superior”.

 

 

Postar um novo comentário

Comentários (21)

  • Aline Lemes da Silva | Domingo, 22 de Setembro de 2019, 17h45
    3
    0

    A verdade aparecerá.

  • Aline Lemes da Silva | Domingo, 22 de Setembro de 2019, 17h41
    4
    0

    A verdade vai aparecer, busquem saber quem é esse cabo Jackson que causou todo esse alvoroço. Eu li o b.o e vi que não foi rasgado nenhuma prestação de contas, inclusive o soldado nem ficou detido. Corregedoria funciona e vai esclarecer todo fator!

  • Cabo Loso | Quinta-Feira, 19 de Setembro de 2019, 16h51
    5
    0

    Vai chegar daqui a pouco na gestão ind o Vereador Sgt Joelson por Cuiabá durante 4 anos na gestão anterior e não fez nenhuma prestação de contas... Seguuuura Joelson.. tá chegando sua hora

  • Cabo Loso | Quinta-Feira, 19 de Setembro de 2019, 16h49
    3
    5

    Esse Soldado Nazário já está repondendo na 5° Vara Criminal em Cuiabá por Estelionato ART 171 CP. Desde 05/03/2015. Isso demonstra que ele não é confiável... Imagina o que fez na prestação de contas da ACS. I

  • Maria Helena | Quinta-Feira, 19 de Setembro de 2019, 13h40
    5
    4

    Cabinha nervosa um ui ui ui

  • Bird | Quinta-Feira, 19 de Setembro de 2019, 11h54
    3
    1

    Toma corno safado filho de uma cadela sarnenta

  • PAULO | Quinta-Feira, 19 de Setembro de 2019, 10h49
    12
    3

    Briga de vira latas é comédia KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK.

  • FRED | Quinta-Feira, 19 de Setembro de 2019, 10h18
    5
    2

    CABO E CABO, PODE ATE FECHAR UM SUPREMO.........

  • Sargento. | Quinta-Feira, 19 de Setembro de 2019, 10h17
    10
    2

    O Cb o Sr só fez uma coisa de errado, se deu voz de prisão e são todos militares dentro de um resinto sob administração militar deveria ter chamado a corregedoria da PM e feito os trâmites por lá , não encaminhado a ocorrência para a delegacia...

  • CABO LOSO | Quinta-Feira, 19 de Setembro de 2019, 09h30
    4
    1

    CABO LOSO

  • Santos. | Quinta-Feira, 19 de Setembro de 2019, 08h47
    14
    1

    Corrupção à todo vapor até na Associação, quantos pedidos para prestarem contas, e não o fizeram; quem os elegeu, são tão corruptos quanto; extinguem essa associação corrupta já; chega de falcatruas e desmando.

  • Elias | Quinta-Feira, 19 de Setembro de 2019, 08h29
    13
    1

    Baixo clero tão se pegando xomano..sinal de que as coisas não tá bem..aliás a patente de cabo tem feitomuito sucesso ultimamente né.. tem cabo que mandou até coroné pa cadeia..

  • MT mais transparente | Quinta-Feira, 19 de Setembro de 2019, 08h14
    12
    2

    Senhor governador Já está na hora de vetar cessão de servidor militar civil bombeiro para agremiações, sindicato e associações pois com a nova lei trabalhista brasileira não é mais necessária. Enquanto a sociedade padece pela falta de efetivo observamos casos como esyr.

  • CURIMBATAMT | Quinta-Feira, 19 de Setembro de 2019, 08h03
    11
    6

    CABO JÁ PODE PRENDER DESSE JEITO KAKAKAKAKAK, TA DELIRANDO. ESTAMOS NU MUNDO INVERTIDO MESMO , PUNE ELE PRESIDENTE ADÃO RSRSRSRSRSRS

  • Paulo Boss | Quinta-Feira, 19 de Setembro de 2019, 08h01
    14
    1

    Se queres conhecer o homem, de-lhe Poder !

  • Luis | Quinta-Feira, 19 de Setembro de 2019, 07h35
    9
    2

    Um cabo e dois soldados fecham o STF. Pronto, já podem partir para Brasília...kkkkkkkkkkkkkkkk

  • CABO NAPOLEÃO BONAPART | Quinta-Feira, 19 de Setembro de 2019, 04h18
    14
    4

    CABO é CABO (cabo LAURINDO tem que tomar conhecimento desse FATO) kkkkkk CABO e CORONÉL são IGUAIS ambos MANDAM ... kkkkkkk kkkkk kkkk kkk kkk kkkkk kkkkk kkkk kkkkk kkkkkk kkkkk kkkk

  • Cpa | Quarta-Feira, 18 de Setembro de 2019, 23h50
    10
    16

    Cabo não estou falando da prestação de contas, mas sim de aproveitar da sua divisa e querer aparecer.cobseguiu o feito.

  • Ambrósio | Quarta-Feira, 18 de Setembro de 2019, 23h31
    8
    6

    Então o Athletico do Pr foi Campeão da copa do Brasil. Ganhou de 2 x 1. Parabéns athletico.

  • José | Quarta-Feira, 18 de Setembro de 2019, 23h24
    19
    2

    Bem que o ministro Luiz Fux falou que existia um sistema de corrupção generalizada em todos os poderes do Estado de mato grosso ele disse todos todos todos agora estamos vendo que era verdade o que ele falou?

  • Fulano | Quarta-Feira, 18 de Setembro de 2019, 23h20
    14
    5

    Delegacia? Uai, não são militares? E a prisão não foi por hierarquia?

Matéria(s) relacionada(s):

INFORMES PUBLICITÁRIOS

MAIS VÍDEOS