27 de Maio de 2020,

Polícia

A | A

Terça-Feira, 31 de Março de 2020, 20h:47 | Atualizado:

FORMIGUEIRO

Empresário sofre infarto, capota carro e morre em VG; filho está grave

Rildo Lorezon, de 50 anos, ficou preso nas ferragens de L200


Da Redação

RILDO2.JPG

 

Após supostamente ter um infarto, o empresário do ramo de mineração, Rildo Lorezon, de 50 anos, capotou uma caminhonete L200 que estava dirigindo e morreu preso às ferragens do veículo. A situação aconteceu no início da noite desta terça-feira (31) no quilômetro 518 da BR-070 (Rodovia dos Imigrantes) em Várzea Grande.

O filho da vítima de 14 anos também estava no carro. O garoto foi levado em estado grave a uma unidade de saúde. 

De acordo com informações da Rota do Oeste, a concessionária foi acionada para dar apoio a este acidente registrado na região. Ao chegar no local, foi visto pelos socorristas apenas uma caminhonete que após capotar saiu da estrada vicinal e deixou os dois ocupantes gravemente feridos.

Com isso, foram realizados os trabalhos para a retirada da vítima que estava entre os destroços do carro. Porém, pouco tempo depois foi constatado que o motorista já estava em óbito.

Como o acidente aconteceu por volta das 18h00, o corpo da vítima fatal ainda deverá ser levado ao IML para exames de necropsia e posteriormente será entregue a família para sepultamento. 

 

Galeria de Fotos

Postar um novo comentário

Comentários (5)

  • murilosss254@gmail.com | Quarta-Feira, 01 de Abril de 2020, 15h51
    2
    0

    Ridículo, falta de respeito ao extremo um repórter chegar e querer entrevistar a Mãe da vítima e avó do menino!!! O que a mídia não faz por likes por Ibope!!! Queria ver se fosse um familiar dessa equipe de reportagem ou de quem os mandou lá em um momento triste de perda. Estão vendo que teve óbito os bombeiros sempre relatam qtas vítimas fatais ou estado grave ainda precisam ir até a família??? Se fosse comigo tinha tomado uma bem no meio da cara!!! Brasil pais do povo q só pensa em si!!

  • joana | Quarta-Feira, 01 de Abril de 2020, 11h56
    0
    1

    foi feito a autopsia no lugar pra saber que foi infarto? menos ne

  • Paolo | Quarta-Feira, 01 de Abril de 2020, 07h50
    4
    1

    Morreu por covid e não pelo acidente segundo a grobo.

  • Telespectador | Quarta-Feira, 01 de Abril de 2020, 05h39
    4
    2

    a globolixo vai dar como COVID 19 ....

  • Políticos raça maldita | Terça-Feira, 31 de Março de 2020, 23h00
    9
    0

    Por ele ser empresário e ter morrido de infarto vamos ver o protocolo que farão, será o mesmo daquela senhora que morreu de infarto na sexta na policlínica do Coxipó e fizeram o laudo de suspeita de covid-19 e assim não teve direito a um velório e nem a um enterro digno, agora é um empresário, mesmo em meio a dor gostaria muito que algum conhecido desse pessoal passassem a informação, seria muito importante para todos nessa hora, o que estão fazendo com as pessoas é desumano, estão privando a todos de velarem seus entes, basta ter no laudo suspeita de covid-19 e o corpo é entregue somente a funerária dentro de um saco plástico e lá colocam diretamente no caixão comprado pelo familiares e sai direto para o cemitério. Agora é praxe, temos que cobrar as autoridades, é desumano, todas as mortes estão sendo atestados como covid-19 vc se sente um.lixo, impotente diante dessa situação. Amanhã poderá ser um familiar seu, a dor é gigantesca por ver seu ente ser tratado como.lixo na hora da morte

INFORMES PUBLICITÁRIOS

MAIS VÍDEOS