Polícia Quinta-Feira, 20 de Junho de 2024, 07h:34 | Atualizado:

Quinta-Feira, 20 de Junho de 2024, 07h:34 | Atualizado:

ASSÉDIO FATAL

Jovem alega que matou empresário após "cantada" num bar em MT

Corpo de dono de oficina foi achado em canavial de cooperativa

ALEXANDRA LOPES
Da Redação

Compartilhar

WhatsApp Facebook google plus

homicidio-lambari-luciano

 


 

Um jovem de 22 anos foi preso pela Polícia Civil, nesta quarta-feira (19), sob a suspeita de ter matado Clever Luciano Venâncio, de 39 anos, dono de uma oficina mecânica em Rio Branco (356 km de Cuiabá), na região de fronteira do estado. Alex Júnior Cardoso alegou que a vítima o teria assediado quando estavam em um bar na região.

Clever foi morto com um tiro disparado por um revólver calibre 38 no rosto, e seu corpo foi encontrado em Lambari d'Oeste, próximo ao portal de entrada da cidade. Luciano era proprietário da Venâncio Auto Center e estava desaparecido.

Familiares e amigos chegaram a divulgar uma foto dele e de seu veículo informando sobre o sumiço, além de um número de telefone para contato, caso alguém soubesse de seu paradeiro. Segundo a Polícia Civil, o pai de Clever procurou a unidade da Polícia Militar na manhã de quarta-feira para comunicar o desaparecimento do filho e informou que era hábito da vítima enviar-lhe mensagens todos os dias, o que não aconteceu no dia anterior.

Estranhando a situação, ele ligou para o celular de Clever. No entanto, quem atendeu informou que o aparelho foi encontrado perto de uma fazenda da região.

A pessoa que encontrou o celular da vítima informou aos policiais que, por volta das 4h00 seguia pela MT-247, indo trabalhar em uma fazenda, quando avistou uma luminosidade no chão. Ao se aproximar, percebeu que era um telefone celular e o levou consigo para o trabalho, deixando-o no escritório.

O pai da vítima ainda informou que Clever Venâncio havia saído de Rio Branco, onde possui uma oficina mecânica, e foi a Mirassol D'Oeste comprar peças, sendo visto posteriormente na cidade de Curvelândia. Policiais militares começaram a investigação na região e encontraram o veículo da vítima, um Up branco, no bairro Cohab Planalto.

Posteriormente, funcionários de uma cooperativa em Lambari d'Oeste relataram à polícia que encontraram um corpo próximo ao portal de entrada da cidade. Após fazer buscas na MT-170, onde o corpo foi encontrado, a PM abordou um táxi que transitava na estrada.

drogas suspeito morte luciano .jpg

 

O passageiro não possuía documentos, estava com mais de R$ 1 mil em espécie e demonstrou nervosismo diante da abordagem policial. Questionado, entrou em contradição várias vezes e acabou confessando o assassinato de Clever Luciano.

Alex Júnior Cardoso, de 22 anos, afirmou que a vítima o teria assediado quando estavam no bar. Após o alegado assédio, o autor do crime saiu do estabelecimento, voltou armado com um revólver calibre 38 e seguiu com a vítima até o local onde foi encontrado o corpo, disparando um tiro no rosto de Clever.

Posteriormente, o suspeito fugiu com o veículo e pertences da vítima, abandonando o telefone na margem da MT-247 e o carro no local onde foi posteriormente encontrado. Quanto à carteira e à arma usada no crime, ele afirmou tê-las deixado em uma residência, e pegou a maior parte do dinheiro.

O suspeito indicou o endereço onde estavam esses itens e, na casa, os policiais encontraram mais de 30 porções de pasta base e maconha, além da chave do veículo da vítima.





Postar um novo comentário





Comentários (4)

  • JOSEH

    Quinta-Feira, 20 de Junho de 2024, 22h06
  • Conversa fiada, cara tá morto.
    3
    0



  • Mauricio

    Quinta-Feira, 20 de Junho de 2024, 15h57
  • Pena para homicídio: 30 anos, no mínimo, sem redução, sem progressão, sem benefícios, etc. Por esses facínoras para trabalhar na prisão. Quando sair, se sair, vai estar ressocializado. Qualquer deslize, volta para lá por mais 40 anos.
    4
    0



  • Zé Loko

    Quinta-Feira, 20 de Junho de 2024, 12h47
  • Depois que a vítima está morta, geralmente os assassinos dizem o que querem com a certeza de que nunca será confrontado. História muito mal contada. Chega o guatambu no lombo dele que a verdade aparece.
    8
    0



  • michê boy

    Quinta-Feira, 20 de Junho de 2024, 08h31
  • Em Cuiabá e VG tem muitos mecânicos que gostam de uma manivela.
    11
    8









Copyright © 2018 Folhamax - Mais que Notícias, Fatos - Telefone: (65) 3028-6068 - Todos os direitos reservados.
Logo Trinix Internet