05 de Abril de 2020,

Polícia

A | A

Terça-Feira, 18 de Fevereiro de 2020, 16h:50 | Atualizado:

NÃO RESISTIU

Jovem baleada pelo ex morre após 18 dias na UTI de hospital em MT

Suspeito do crime, Baltazar Augusto de Menezes cometeu suicídio logo depois de atirar em Karina Souto

karina-souto3.jpg

 

Morreu na tarde desta terça-feira (18), a jovem empresária Karina Souto, 29, que estava internada na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Pronto Socorro de Barra do Garças (à 511,9 km de Cuiabá) desde o dia 01 de fevereiro após levar três tiros do namorado. 

A jovem estava na unidade de saúde há 18 dias e chegou a apresentar uma melhora na semana passada. Contudo, o estado clinico dela ainda era considerado delicado. 

Karina foi internada na UTI após ser baleada no rosto e abdômen pelo ex-namorado, Baltazar Augusto de Menezes, 58, que não aceitava o fim do relacionamento. Após efetuar o disparos contra a jovem, Baltazar tirou a própria vida.

O CASO

De acordo com a polícia, Baltazar Augusto de Menezes, de 58 anos, atirou duas vezes na ex-namorada e, em seguida, disparou contra a própria cabeça. Ele morreu na hora. O caso foi registrado como tentativa de homicídio e suicídio.

Karina estava com um grupo de amigos nos fundos da casa de uma amiga, no bairro Santa Mônica, em Nova Xavantina. Testemunhas contaram à polícia que Baltazar foi até a residência e começou uma discussão com a ex-namorada. O homem queria que ela voltasse a namorar com ele.

Ao ter o pedido negado, Baltazar pediu a Karina devolvesse um colar que ele havia dado de presente. A jovem entregou o objeto, e então o homem foi até o carro para guardá-lo. Ao retornar, estava com uma arma e cometeu o crime.

O caso é investigado pela Polícia Civil.

 

Postar um novo comentário

Comentários (3)

  • Mixtense | Quarta-Feira, 19 de Fevereiro de 2020, 00h37
    3
    1

    Deus é Deus do impossível. Naquele momento Deus operou um milagre e a moça, dada como morta. Reagiu. Mas a vontade de Deus é indiscutível. Força a família desta moça, que foi mais uma vítima de feminicidio.

  • Edson | Terça-Feira, 18 de Fevereiro de 2020, 21h44
    6
    2

    Ela só morreu porque ficou ao cuidados por médicos daqui de Mato Grosso se tivesse levado ela pra são Paulo tinha vivido os médicos de MT são açougueiros as vezes nem diploma tem de médico

  • Crente consciente | Terça-Feira, 18 de Fevereiro de 2020, 17h20
    2
    8

    Aquela igreja que “ressuscitou” ela podia dar uma forcinha de novo. Sqn. Meus sentimentos a família.

INFORMES PUBLICITÁRIOS

MAIS VÍDEOS