10 de Agosto de 2020,

Polícia

A | A

Segunda-Feira, 29 de Janeiro de 2018, 09h:53 | Atualizado:

TRAGÉDIA

Local onde vigia se afogou no Rio Cuiabá com filho é impróprio para banho

Família admite que Magno Ferreira tenha se afogado propositalmente com o filho


Da Redação

magno-filho.jpg

 

O local onde o vigilante e o filho de quatros anos entraram no Rio Cuiabá na tarde de domingo (28) é impróprio para o banho. As informações são de que o local onde pai e filho se afogaram não é recomendado para banho, pois é um ponto arenoso e acessível de dragas.

O corpo de Magno Ferreira de Moraes foi encontrado no final da tarde. Já a busca pelo corpo do menino ficou comprometida após iniciar uma forte chuva.

As buscas para encontrarem o menino foram retomadas nesta manhã (29). 

As informações do Corpo de Bombeiros são de que a chuva pode ter contribuído para não localizar o garoto. A família está desesperada e foi preciso atendimento médico para mãe da criança. 

O CASO

O vigilante Magno Ferreira de Moraes, 27 anos, entrou no Rio Cuiabá junto com o filho de quatro anos na manhã de domingo (28) próximo a avenida Beira Rio. 

O caso será investigado já que familiares apontam que Magno possa ter entrado na água junto com o filho propositalmente. A mãe teria visto o filho se debater na água.

 Algumas mensagens por Whatssap enviadas pela vítima, semanas antes, reforça a suspeita de que ele teria entrado na água, com a intenção de não voltar mais. A investigação deve apontar o que ocorreu.

O menino faria aniversário no próximo dia 19 de fevereiro e era o único filho do casal.

 

Galeria de Fotos



Postar um novo comentário

Comentários (2)

  • rolainy pinto | Segunda-Feira, 29 de Janeiro de 2018, 13h05
    0
    0

    Artigo 157, Caput c/c Artigo 14, II, ambos do Código Penal... Numeração Única: 15679-72.2016.811.0042 Código: 439180 Número/Ano: 0/2016_ TJMT.

  • Anna Arantes | Segunda-Feira, 29 de Janeiro de 2018, 10h33
    4
    1

    Em outro site fala que esse CANALHA é LADRÃO respondia por roubo a mão armada. LIXO.

INFORMES PUBLICITÁRIOS

MAIS VÍDEOS