Polícia Quinta-Feira, 25 de Abril de 2024, 16h:15 | Atualizado:

Quinta-Feira, 25 de Abril de 2024, 16h:15 | Atualizado:

MATANÇA EM PEIXOTO

"Loira da 12" e marido que executaram dois idosos em MT são CACs

 

G1 MT

Compartilhar

WhatsApp Facebook google plus

ines, marcio, eder

 

Ines Gemilaki, de 48 anos, e o marido Márcio Ferreira Gonçalves, investigados pela polícia por envolvimento na morte de dois idosos, em Peixoto de Azevedo, a 692 km de Cuiabá, são Colecionadores, Atiradores Desportivos e Caçadores (CACs). Porém, as armas usadas no crime não possuem registro. O ataque também deixou um padre ferido.

De acordo com a Polícia Civil, até o momento, a pistola e a espingarda calibre 12 usadas no crime não foram encontradas.

Conforme a lei, portar armas de uso permitido sem registro pode levar a uma pena de dois a quatro anos de prisão. Se um CAC for flagrado portando uma arma sem registro, raspada, de fabricação artesanal ou adquirida por quaisquer meios ilícitos, poderá pegar uma pena de três a seis anos, e multa.

De invasão a casa até prisão: veja cronologia do caso de mãe e filho que mataram idosos em MT

A pecuarista e o filho médico entraram em uma casa onde havia oito pessoas, durante um almoço, no domingo (21), em Peixoto de Azevedo, e mataram Pilson Pereira da Silva, de 69 anos, e Rui Luiz Bogo, de 81 anos. O marido de Ines, Marcio Ferreira Gonçalves, e o cunhado dela, Eder Gonçalves Rodrigues, também são suspeitos de envolvimento no crime.

Márcio passou por audiência de custódia e foi encaminhado à Cadeia Pública de Alta Floresta, a 800 km de Cuiabá. O cunhado foi apresentado em audiência e teve um pedido de conversão da prisão em flagrante em preventiva. Essa representação ainda será analisada.

Inês e o filho Bruno Gemilaki Dal Poz, de 28 anos, passaram por audiência de custódia no final da tarde desta quarta-feira (24). Ambos permanecem presos.

Os assassinatos 

Vídeos de câmeras de segurança mostram o momento em que Ines, Bruno e o cunhado, Eder Gonçalves Rodrigues, entram na casa. (assista acima)

Nas imagens, é possível ver a família carregando armas nas mãos. Ao entrar no quintal da casa, Ines tirou os sapatos. Momento depois, ela atirou em um dos vidros, se abaixou e continuou entrando na residência.

Nessa terça-feira (23), Marcio e Eder foram presos em Alta Floresta, a 800 km de Cuiabá. Ines e Bruno se entregaram à polícia no mesmo dia. De acordo com a delegada responsável pelo caso, Anna Marien, Ines é pecuarista, e o filho é médico, e trabalha em uma Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do município. Marcio Ferreira também é suspeito de envolvimento nos assassinatos. Segundo a polícia, ele estaria esperando fora da casa para ajudar na fuga dos suspeitos.

A defesa dos investigados não se manifestou sobre o caso. magens de duas câmeras de segurança mostram que ao menos oito pessoas estavam na casa, quando a mulher entrou atirando. O filho foi ao quintal e também efetuou disparos. Ines, que aparece de blusa azul, estava com uma pistola, e Bruno, de branco, estava com uma espingarda calibre 12. Em outro trecho do vídeo, mãe e filho apareceram fugindo, carregando as armas de fogo.

Para a polícia, que ainda investiga o caso, a suspeita é de que a motivação do crime seja um desacordo comercial envolvendo pagamentos de aluguel da casa invadida.

Momentos depois, a mãe e o filho foram flagrados comprando cerveja, água e refrigerantes, na conveniência de um posto de combustível, quando passavam pela cidade de Matupá, a cerca de 13 km do local do homicídio, durante a fuga, no domingo (21). Uma câmera de segurança da conveniência registrou o momento em que a suspeita apressou a atendente, enquanto falava ao telefone.





Postar um novo comentário





Comentários (15)

  • Comentarista

    Terça-Feira, 18 de Junho de 2024, 16h56
  • Esse jornaleco teima em vincular a pessoa do ex-presidente em notícias de assassinato. Que bobagem isso? Mas, será que por ventura, já fizeram uma pesquisa inversa? Será que de todos os CACs do Brasil, existem somente eleitores do Bolsonaro? Eu, por exemplo, sou de direita, sou a favor das armas, porém não as tenho. E daí? Vocês deviam mais era se preocupar com as falcatruas que o seu desgoverno está fazendo, tipo hoje, chamar bebês de "monstros". E aí, isso não uma notícia boa de publicar??
    1
    2



  • [email protected]

    Terça-Feira, 18 de Junho de 2024, 16h52
  • Caracas velhos eles são CAC´s ......... puts sera se tomaram as 02 vacinas da COVID...... sera se usaram mascara certinho....... sera se ficaram em casa......... kkkkkkkkkkk caralhos mais tem algum agravante a pessoa ser CAC ou CRACK .........
    1
    0



  • ADOLFO GUIMARÃES

    Quinta-Feira, 13 de Junho de 2024, 14h26
  • Maldita herança do bozo
    7
    1



  • CUIABANO

    Quarta-Feira, 12 de Junho de 2024, 15h03
  • SÃO TUDO CORAJOSOS IGUAL O MAIOR DE TODOS OS COVARDES QUE SAIU DA PRESIDENCIA E FALAVA GROSSO , MAS NA HORA QUE APERTA PRA ELE FICAL IGUAL MOÇA .
    8
    2



  • Marcelo F

    Quarta-Feira, 12 de Junho de 2024, 14h33
  • Aos JornaLeiros de pLantão... a maioria dos bandidos que matam a torto e a direito por aí não são CAC's... Vão defender a narrativa na PQP.
    2
    7



  • Sérgio

    Terça-Feira, 11 de Junho de 2024, 11h43
  • É inegável que nos últimos anos, muita gente se sentiu incentivada a tirar a vida de outras pessoas por muito pouco. As pessoas que defendem o porte de armas se esquecem que o pau que dá em Chico, pode dar em Francisco, pois em uma sociedade armada todos correm risco de matar ou morrer.
    8
    1



  • ANTONIO

    Terça-Feira, 11 de Junho de 2024, 09h56
  • Qual a relevância em dizer que são CACs se as armas utilizadas não são registradas? Sem nexo. Em Peixoto não precisa ser CAC, terra sem lei.
    4
    6



  • Fidedigno

    Quinta-Feira, 06 de Junho de 2024, 19h21
  • Não adianta gente. Mesmo sem cacs a coisa fede. As melhores armas pesadas entram ilegalmente no Brasil. Pela fronteira. Não são vendidas aqui.
    4
    4



  • Gordo

    Quinta-Feira, 06 de Junho de 2024, 19h18
  • Cac eu não dei. Mas que eles estavam mamados estavam. Cachaça e braveza. Mas se não fossem cacs eles teriam armas também, pode ter certeza. E fariam a mesma cagada.
    5
    3



  • [email protected]

    Quarta-Feira, 05 de Junho de 2024, 07h28
  • CACs e ai quer dizer oque? (rapaz que eles paga pelos seus crimes e tudo certo) kkkkkkk cambada de idiota.....
    4
    5



  • Rolando Ferro

    Terça-Feira, 04 de Junho de 2024, 14h29
  • Essa caca do borsonaro, só serviu para armar bandidos e desmiolado, que atira em tudo, até em Tuiuiu, esses caras atiram!
    10
    6



  • davi

    Quarta-Feira, 22 de Maio de 2024, 15h43
  • É só pra isso que serve armas... ainda tem um monte ai que defende.. um a propria familia dele pode ser vitima
    12
    6



  • Flavio

    Segunda-Feira, 20 de Maio de 2024, 17h30
  • Até agora não entendo pq tanto ódio contra cacs , qualquer um pode adquirir sua arma desde que não tenha antecedentes criminais. Eu tenho certeza de uma coisa tem mais armas ilegais do que legais no Brasil.
    12
    9



  • Barbara Kelly

    Quarta-Feira, 15 de Maio de 2024, 15h22
  • Que tem haver? como se os crimes so acontecessem vindo de quem tem CACS..pelo amor !seja mais imparcial folhamax!
    16
    16



  • FAZ O L!!!!!!!!

    Quinta-Feira, 09 de Maio de 2024, 23h32
  • Espero que nosso ministro da justiça e Dino do STF acabem com este esporte maldito!!!!!!
    25
    14









Copyright © 2018 Folhamax - Mais que Notícias, Fatos - Telefone: (65) 3028-6068 - Todos os direitos reservados.
Logo Trinix Internet