26 de Fevereiro de 2020,

Polícia

A | A

Sexta-Feira, 31 de Outubro de 2014, 08h:55 | Atualizado:

ASSALTO A BANCO

Polícia apreende armamento e prende três

Quadrilha foi encontrada em Nova Mutum


N. MARINGÁ

gcco-maringa.jpg

 

A Polícia Civil e Militar prenderam três suspeitos de envolvimento no assalto a uma agência do Banco do Brasil em Nova Maringá, na última segunda-feira. A prisão do trio aconteceu em uma residência na cidade de Nova Mutum (250 km de Cuiabá) onde também foram encontradas espingardas, pistolas, munições e uma quantia não revelada em dinheiro.

A ação foi comandada pela Gerência de Combate ao Crime Organizado (GCCO), que junto com policiais militares e civis de Nova Mutum, conseguiram rastrear os passos da quadrilha. Na residência em Nova Mutum, os policiais dois fuzis 762, uma espingarda calibre 12 e dois revólveres calibre 38.

De acordo com o delegado Flávio Strigueta, dois dos bandidos detidos tiveram participação direta no roubo e o outro deu apoio. Um quarto participante também está sendo procurado.

O crime aconteceu na tarde da última segunda-feira, na única agência da cidade. Segundo a Polícia Militar, os criminosos fortemente armados invadiram o banco, renderam os clientes e funcionários e roubaram todo o dinheiro que havia no caixa. Eles fugiram com oito reféns que foram liberados pouco depois.

Pouco após o roubo, o delegado considerou a quadrilha como “amadora”. Segundo ele, as características do assalto diferem da modalidade “novo cangaço”, pois não foram colocadas pessoas como “escudo humano”. “Eles também não aguardaram a abertura do cofre e, segundo o próprio banco, não foi levado nem R$ 15 mil”, assinalou.

 

Galeria de Fotos

Postar um novo comentário

Comentários (1)

  • Paulo Boss | Sexta-Feira, 31 de Outubro de 2014, 14h52
    0
    0

    Parabéns a GCCO e a Policia de Nova Mutum. Pena que ás Leis Frouxas e advogados ávidos de dinheiro logo os terão soltos. Enquanto a Garota de Programa estará em Cana e perderá a guarda dos filhos.. Justiça Cega, Políticos Cegos e Corruptos.

INFORMES PUBLICITÁRIOS

MAIS VÍDEOS