06 de Agosto de 2020,

Polícia

A | A

Segunda-Feira, 05 de Fevereiro de 2018, 12h:39 | Atualizado:

AÇÃO POLICIAL

Policial civil é suspeito de dar apoio em assalto a loja em MT

Investigador foi autuado por porte de arma e solto após pagar fiança


Da Redação

investigador2.jpg

 

Um investigador da Polícia Civil foi preso por porte ilegal de arma e suspeita de “dar cobertura” a um roubo à loja Martinello, realizado por seu filho e comparsas na cidade de Diamantino (184 km de Cuiabá).  A prisão ocorreu na sexta-feira (02).

As informações são de que no último dia 1º, quatro indivíduos com armas de fogo invadiram o comércio e levaram dinheiro, celulares, joias das vítimas e fugiram em um Fiat Uno, cor prata. Na fuga, os bandidos abandonaram o veículo e efetuaram um novo roubo, de um Gol cinza, e seguiram em direção a uma estrada vicinal.

Durante as diligências, foi possível verificar três suspeitos no carro que desceram e fugiram pela mata em direção a uma residência. Nessa casa, duas pessoas forma conduzidas para delegacia, já que no local foram encontrados diversos objetos roubados da Loja Martinello.

PARTICIPAÇÃO DE INVESTIGADOR

Em diligências, já na sexta-feira (02) policiais realizaram abordagem a um dos suspeitos de participar do roubo, identificado como Luan Matheus, no Bairro Novo Diamantino. Conforme boletim de ocorrência, o rapaz estava acompanhado pelo policial civil B.C.A.

Quando foi levado para a delegacia, o suspeito confessou participação no roubo e que outros dois comparsas moravam em Cuiabá, sendo um deles o filho do policial civil. Aos policiais, o suspeito revelou que o investigador, pai de um dos envolvidos, “deu apoio” na ação criminosa.

A Polícia Militar então realizou buscas na região e localizou o segundo veículo roubado na ação, o Gol prata. Na vistoria ao veículo, encontrou um revólver calibre 38, identificada como da PJC-MT, com 07 munições intactas. 

Já dentro do carro do investigador, foi localizado outro revólver calibre 38, roubado, com mais de 30 munições, além da habilitação do filho. A arma encontrada dentro do carro do policial foi roubada de uma empresa de segurança privada do Estado de Mato Grosso do Sul.

Diante dos fatos, o investigador foi detido por porte ilegal de arma e levado para a delegacia. Ele foi liberado após pagamento de fiança no valor de R$1900.

O caso passa a ser investigado pela Corregedoria da Polícia Civil.

 

Galeria de Fotos



Postar um novo comentário

Comentários (8)

  • José da Rocha Filho | Segunda-Feira, 05 de Fevereiro de 2018, 18h36
    0
    0

    Meu caro, não generaliza, como eu não generalizei. Mas não queiramos tapar o sol com a peneira. Querer comparar o número de crimes cometidos por policiais com os crimes dos cidadãos não policiais, também não tem cabimento. Quantos cidadãos não policias existem para cada policial? Tem que analisar é a proporção. Maus elementos existem em todos as instituições, na sua, na minha, e não adianta querer ser cooperativista. Observe os tempos atuais em nosso Estado e veja se eu não tenho razão. E.T. tenho muitos amigos policiais e os respeito muito. Não tem essa de achar que existem dois mundos; os dos policiais e o dos poutros.

  • Batmanligadajustica | Segunda-Feira, 05 de Fevereiro de 2018, 16h23
    3
    1

    O senhor citou quatro ou cinco crimes cometidos por policiais se eu for citar aqui crimes que são cometidos por não policiais vou passar a vida inteira citando começamos biblicamente quando aconteceu o primeiro homicídio registrado historicamente quando Abel matou Caim e nessa época não havia policiais ou seja se realmente comparar o número de crimes de policiais e não policiais realmente é quase zero nós policiais somos o freio dessa sociedade nem moral pra cobrar nada dos políticos vocês tem é um toma lá da cá

  • Batmanligadajustica | Segunda-Feira, 05 de Fevereiro de 2018, 16h08
    2
    0

    Com relação a ondas de violências e crimes que são cometidos dia e noite por pessoas que não são policiais se levar isso em matemática estátistica porcentagem o senhor José da Rocha filho vai ser realmente quase zero e se levando isso em conta que os crimes cometidos por não policiais os crimes são mais cruéis bárbaros e violentos onde matam por puro prazer nos vídeos de wat zap da vida onde decapitam estraçalham queimam pessoas vivas roubos latrocínios homicídios trafico de drogas Maria da Penha pai matando filho filho matando pai pai estuprando filha corrupção esses tipos de crimes hediondos em nosso meio policial se comparando o que membros da sociedade comete é zero sugiro que vá pessoalmente a corregedoria das polícias mp judiciário e faça uma pesquisa um levantamento de crimes que são cometidos por policiais e por pessoas que não são policiais e torne público essa pesquisa esse levantamento em todas as mídias blz só uma sugestão

  • José da Rocha Filho | Segunda-Feira, 05 de Fevereiro de 2018, 14h38
    6
    0

    Sabemos que a grande maioria dos policiais são honestos mesmos. Mas, assim como em qualquer instituição, existem maus elementos. Dizer que o índice de policiais envolvidos em crime é quase zero, é um absurdo. O senhor desconhece o caso du cúpula da PM que esteve presa recentemente? Do secretário de Segurança que foi preso? Dos delegados que participaram de homicídios< Edgar Froes, ou aquele do caso do Juiz Leopoldo Marques do Amaral? Por favor!

  • Batmanligadajustica | Segunda-Feira, 05 de Fevereiro de 2018, 14h14
    5
    1

    Se comprovada a sua participação é muito lamentável pois todos os dias e noites policiais honestos imbuídos de caráter honra e dignidade arriscam suas vidas para defender a sociedade as Polícias apesar de seus membros serem selecionados da sociedade brasileira que tem no dna historicamente índole de criminosos o número de policiais envolvidos no crime é quase zero mais como em toda e qualquer família brasileira sempre tem um criminoso aquela que não tiver agradeça sempre a Deus nas polícias também sempre terá um ou outro deixando se levar pelo mundo do crime e ao ser descoberto tem que ser expurgado o mais rápido possível de nosso meio policial pois nós somos os melhores dos melhores da sociedade brasileira

  • Batmanligadajustica | Segunda-Feira, 05 de Fevereiro de 2018, 14h14
    5
    0

    Se comprovada a sua participação é muito lamentável pois todos os dias e noites policiais honestos imbuídos de caráter honra e dignidade arriscam suas vidas para defender a sociedade as Polícias apesar de seus membros serem selecionados da sociedade brasileira que tem no dna historicamente índole de criminosos o número de policiais envolvidos no crime é quase zero mais como em toda e qualquer família brasileira sempre tem um criminoso aquela que não tiver agradeça sempre a Deus nas polícias também sempre terá um ou outro deixando se levar pelo mundo do crime e ao ser descoberto tem que ser expurgado o mais rápido possível de nosso meio policial pois nós somos os melhores dos melhores da sociedade brasileira

  • januário | Segunda-Feira, 05 de Fevereiro de 2018, 13h53
    5
    0

    Errar é humano, permanecer no erro é burrice.

  • Samuel | Segunda-Feira, 05 de Fevereiro de 2018, 13h46
    9
    0

    Ainda liberou, estamos ferrados.

INFORMES PUBLICITÁRIOS

MAIS VÍDEOS