07 de Agosto de 2020,

Polícia

A | A

Terça-Feira, 06 de Fevereiro de 2018, 11h:08 | Atualizado:

'Violência extrema', diz juíza que decretou prisão de pai suspeito de matar filho

O pai que foi preso suspeito de ter espancado e assassinado o filho, de 5 anos, usando um golpe ‘mata-leão’, em Sinop, a 503 km de Cuiabá, teve a prisão em flagrante convertida em prisão preventiva, durante audiência de custódia nessa segunda-feira (5).

Jonas Pereira Teixeira, de 30 anos, foi preso em flagrante pela Polícia Militar no domingo (4). Ele confessou o crime e disse que o cometeu sob efeito de drogas que usava desde sexta-feira (2).

A audiência foi feita pela Rosângela Zacarkim dos Santos, da Primeira Vara Criminal.

“[…] A gravidade da conduta praticada, em tese, pelo flagrado [Jonas] está revelada diante das circunstâncias em que foi desenvolvida a ação, uma vez que o crime foi praticado mediante emprego de extrema violência, consistente em enforcamento da vítima, revelando a brutalidade do comportamento”, consta trecho da decisão.

Jonas foi encaminhado para a Penitenciária Osvaldo Florentino Leite, conhecida como Ferrugem, em Sinop.

“Verifica-se que o [Jonas] praticou o crime em face de seu próprio filho, infante de apenas 5 anos de idade, de modo que a decretação da prisão preventiva é única medida cautelar capaz de resguardar a ordem pública”, diz a decisão.

O crime

Segundo a PM, o homicídio ocorreu às 18h (horário de Mato Grosso) no domingo, em uma casa no Bairro Vila Mariana. A mãe da criança trabalhava, enquanto Jonas estava sozinho na residência com o menino.

O suspeito disse à polícia que estava usando pasta base de cocaína desde sexta-feira (2).

Ele também contou que estava ‘entorpecido’ pela droga quando atacou o filho no momento em que a criança entrou na casa depois que ela brincava na parte externa da residência.

Ainda de acordo com o depoimento do suspeito, ele agarrou o menino por trás, apertado o pescoço da criança, com um golpe ‘mata-leão’, e o lançou ao chão.

De acordo com a PM, Jonas, ao se dar conta do que havia feito, pediu ajuda para uma vizinha, que ajudou o suspeito a levar a criança para atendimento médico.

O próprio pai levou Davi até a Unidade Básica de Saúde (UBS) do Bairro Menino Jesus, em Sinop, onde o menino chegou sem vida.

 



Postar um novo comentário

Comentários

  • Comente esta notícia

INFORMES PUBLICITÁRIOS

MAIS VÍDEOS