16 de Junho de 2019,

Polícia

A | A

Quarta-Feira, 12 de Junho de 2019, 11h:56 | Atualizado:

DESABAMENTO

Vizinhos deixarão casa ao lado de construção que desabou em Cuiabá


TVCA

desabamento-gerencial.jpg

 

Moradores de uma casa vizinha onde ocorreu um desmoronamento sobre a creche filantrópica Nossa Senhora do Carmo, na Avenida São Sebastião, e na obra de um edifício próximo ao Córrego 8 de Abril, em Cuiabá, devem deixar o local por risco de desabamento.

A casa, que já havia sido interditada pela Defesa Civil, desmoronou na tarde de segunda-feira (10).

As paredes estão com rachaduras e a Defesa Civil orientou que eles devem mudar para evitar riscos.

O imóvel fica a cerca de cinco metros da obra e apresenta rachaduras visíveis nas paredes e no chão.

As caixas estão espalhadas pela casa aguardando o caminhão da mudança. Tudo começou com algumas rachaduras, elas foram se espalhando e não demorou muito pra receber a notícia: a casa será interditada por risco de desabamento.

A aposentada Eugênia Vieira Barbosa, de 82 anos, está triste por ter que ir embora da casa onde viveu por 40 anos.

Os problemas começaram após o início das obras no terreno ao lado da casa onde será construído um prédio de apartamentos.

As perfurações impactaram os imóveis no entorno resultando em rachaduras e desabamento de parte da creche e da igreja.

Um vídeo registrou o momento em que a contenção que estava sendo feita no terreno desabou e levou parte da estrutura dos imóveis.

Os estragos foram maiores na creche que estava interditada desde fevereiro depois que uma equipe da Defesa Civil fez uma vistoria e constatou rachaduras profundas nas paredes e no chão.

A creche tinha passado por reformas e em breve voltaria a receber professores e alunos.

Por nota a construtora responsável pelas obras de construção do edifício informou que desde o início do ano se comprometeu a recuperar o imóvel onde funcionava a creche.

Os reparos começaram imediatamente e a construção do prédio será retomada depois que for constatado que não há risco.

Galeria de Fotos

Postar um novo comentário

Comentários

  • Comente esta notícia

INFORMES PUBLICITÁRIOS

MAIS VÍDEOS