02 de Junho de 2020,

Política

A | A

Quinta-Feira, 13 de Fevereiro de 2020, 18h:50 | Atualizado:

INVESTIGAÇÃO SÉRIA

AACC defende investigações da PC e MPE sobre desvio milionário

Recentemente, um dos acusados de desvios acusou responsáveis pela investigação por "abuso de autoridade"


Da Redação

aacc.JPG

 

A Associação de Amigos da Criança com Câncer (AACC-MT) publicou uma nota defendendo a Polícia Judiciária Civil (PJC), o Ministério Público do Estado (MP-MT), a Gerência de Combate ao Crime Organizado (GCCO) e o Tribunal de Justiça de Mato Grosso (TJ-MT). Membros de todas essas instituições sofreram uma “denúncia”, registrada num cartório do município de Palhoça (SC), do empresário Willian César Batista de Jesus, que relatou supostos casos de “abuso de autoridade”.

A AACC foi alvo de uma fraude capitaneada pela ex-presidente da instituição, Telen Aparecida da Costa, e seu marido – Willian César Batista de Jesus. Cerca de R$ 1,68 milhão foram desviados do caixa da ONG. Os fatos foram investigados na operação “Cupititas”, deflagrada em dezembro de 2015 pelo GCCO.

“A Associação de Amigos da Criança com Câncer – AACCMT sempre se pautou na veracidade dos fatos relacionados ao desvio de recursos da instituição e que fizeram parte de uma investigação policial iniciada em 12 de outubro de 2015 pela Policia Civil e pelo Ministério Público. As investigações comprovaram que os recursos foram desviados pela ex-presidente Tellen Aparecida da Costa e temos certeza da seriedade dos envolvidos no processo investigativo (Policia Civil, MPE, GCCO e TJMT)”, diz trecho da nota.

No dia 27 de janeiro de 2020, o empresário Willian César Batista Jesus registrou uma denúncia elencando uma série de supostos abusos de poder durante a operação “Cupititas”, entre eles, ameaças a ele e sua família por delegados da PJC, um pagamento “ilegal”, em conluio com o Ministério Público, para abrandar as denúncias contra ele e sua esposa, a destruição de provas no processo, e também uma suposta “perseguição” de juízes do TJ-MT.

A AACC, por sua vez, não comenta em detalhes a denúncia, mas defende devolução dos recursos. “Os recursos desviados da AACCMT estavam sendo guardados para serem aplicados na construção de uma nova sede com capacidade ampliada para atendimento de crianças e adolescentes carentes em tratamento de câncer. O que desejamos é que os recursos desviados sejam devolvidos a AACCMT com as devidas correções monetárias. Por ano a entidade atende uma média de 35 casos novos de crianças e adolescentes acometidos com câncer”.

Confira abaixo a nota na íntegra.

NOTA DE ESCLARECIMENTO

A Associação de Amigos da Criança com Câncer – AACCMT sempre se pautou na veracidade dos fatos relacionados ao desvio de recursos da instituição e que fizeram parte de uma investigação policial iniciada em 12 de outubro de 2015 pela Policia Civil e pelo Ministério Público. As investigações comprovaram que os recursos foram desviados pela ex-presidente Tellen Aparecida da Costa e temos certeza da seriedade dos envolvidos no processo investigativo (Policia Civil, MPE, GCCO e TJMT)

Os recursos desviados da AACCMT estavam sendo guardados para serem aplicados na construção de uma nova sede com capacidade ampliada para atendimento de crianças e adolescentes carentes em tratamento de câncer. O que desejamos é que os recursos desviados sejam devolvidos a AACCMT com as devidas correções monetárias. Por ano a entidade atende uma média de 35 casos novos de crianças e adolescentes acometidos com câncer.

Ao todo 470 crianças e adolescentes foram beneficiados em 2018 durante o tratamento no combate ao câncer que é realizado pelos hospitais existentes em Cuiabá. Foram 10.774 atendimentos realizados, a maioria relacionada à hospedagem, alimentação, medicamentos, suplementos alimentares, assistência pedagógica, recreação, assistência social, transporte, vestuário e cesta básica.

Ao todo foram servidas 123.261 refeições, distribuídas 1.174 cestas básicas para as famílias e ofertadas 390 quilos de frutas e verduras. Ainda na área da alimentação, foram entregues 509 pacotes de biscoitos. Ainda constam do Balanço Social 2018, a doação de 2.935 litros de leite, mais de 900 unidades de suplementos alimentares e 180 pacotes de fraldas.

Com 21 anos de dedicação para garantir a cura das crianças e adolescentes carentes com câncer adotamos uma conduta ética e transparente nas relações internas e externas com maior integração com a sociedade.

 

Postar um novo comentário

Comentários (4)

  • sonia maria | Quinta-Feira, 13 de Fevereiro de 2020, 22h50
    4
    1

    Ate hoje tenho serias duvidas sobre toda a diretoria da AACC a época dos fatos, não acho que a presidente esteja sem culpa,por que omissão também enseja culpa,mas por certo a diretoria se beneficiou e muito com estes supostos desvios! Estão querendo enganar quem?

  • Klauss | Quinta-Feira, 13 de Fevereiro de 2020, 19h51
    10
    0

    É sempre assim Na grampolandia, cachorro, cofre com caixa 2. Só tem santo. O povo está de saco cheio dessa falsidads

  • Dodo | Quinta-Feira, 13 de Fevereiro de 2020, 19h29
    10
    1

    Até parece ki eles iam vir Aki pra falar a verdade contra as autoridades rsrsrs

  • Palhaço | Quinta-Feira, 13 de Fevereiro de 2020, 19h01
    10
    0

    Kkkk só encheu linguica. Kd a diretora acusada de.protegida? A irmã da juíza kkkkk já virou palhaçada isso

INFORMES PUBLICITÁRIOS

MAIS VÍDEOS