06 de Agosto de 2020,

Política

A | A

Sexta-Feira, 16 de Fevereiro de 2018, 22h:00 | Atualizado:

CPI DO PALETÓ

Advogado avisa que anulará delação de ex-chefe de Silval com provas

Defesa do prefeito insiste na tese de que dinheiro era para pagar pesquisas


Da Redação

silvio-maocabeca.jpg

 

O ex-chefe de gabinete do ex-governador Silval Barbosa (PMDB), Silvio Cesar Corrêa Araujo, prestou depoimento na manhã desta sexta-feira na "CPI do Paletó", na Câmara dos Vereadores de Cuiabá. Para o advogado do prefeito Emanuel Pinheiro (PMDB), André Stumpf, Silvio mentiu na CPI e na delação a Procuradoria Geral da República.

O jurista avisa que irá provar sua tese com documentos em breve. Em seu depoimento, Silvio afirmou que o dinheiro recebido pelo prefeito, flagrado em um vídeo gravado na sala do ex-chefe de gabinete de Silval, era fruto de propina.

A defesa de Emanuel Pinheiro insiste na tese de que, na verdade, se tratava do pagamento de uma dívida do ex-governador com seu irmão, Marco Polo Pinheiro, o Popó, proprietário do Instituto Mark, que realiza pesquisas eleitorais. Stumpf afirmou que a opção de manter o discurso, segundo ele mentiroso, feito pelo ex-chefe de gabinete, tanto em seu acordo de delação premiada, homologada pelo Supremo Tribunal Federal, como na Comissão Parlamentar de Inquérito, se deve ao medo de perder os benefícios da colaboração e acabar voltando para a prisão.

Hoje, Sílvio cumpre prisão domiciliar em sua casa num condomínio de luxo. “Como todos vocês assistiram, se ele confirma o que de fato é, que este pagamento foi para a pesquisa feita pelo Instituto Mark, estaria comprovado que ele mentiu em sua delação, que seria rescindida automaticamente e ele retornaria a prisão. Fiz essa pergunta para deixar bem claro a todos que ele não teria outra resposta a dar se não a de acusar o prefeito Emanuel Pinheiro de estar recebendo propina. Ele não tinha outra alternativa senão vir aqui justificar aquilo que tinha dito antes”, frisou.

O advogado do Emanuel afirmou que foram feitos cerca de 300 pesquisas encomendadas pelo ex-governador Silval Barbosa e por Silvio Cesar. Stumpf apontou que a defesa irá comprovar, em documentos, todas estas pesquisas foram efetivamente feitas

André assinala que desde 2010 o instituto fazia amostras para o grupo de Silval. “Hoje ele inovou algo que ainda não disse em sua delação e omitiu sim algumas informações que nós iremos comprovar com documentos. Foram feitos mais de 300 pesquisas encomendadas pelo governador Silval Barbosa e por ele. A troco de que ele iria fazer uma visita, e que não respondeu satisfatoriamente, no Instituto Mark em 2012, em que era também ano eleitoral. Então ele dizer que em 2013 não havia saldo a pagar, quando ele já ia na empresa em 2012, não falou a verdade a CPI. Por esta razão foi perguntado a ele, se esses pagamentos eram feitos com dinheiro declarado e de forma legal. A empresa prestou serviço e ele hoje omitiu a essa CPI. Vamos juntar todas essas 300 pesquisas e os períodos em que elas foram feitas. Vamos provar as razões e os motivos de ele ter escondido isso em sua delação”, completou.



Postar um novo comentário

Comentários (16)

  • Joao | Sábado, 17 de Fevereiro de 2018, 18h49
    1
    0

    Nada esse dinheiro e por que silval devia pra de muitos anos atrás. Cara de pau, todo mundo sabe que era uma festa com dinheiro público.

  • Jota filho | Sábado, 17 de Fevereiro de 2018, 16h26
    1
    0

    Só falta esse adevogado dizer que o mané paletó tem um um irmão gêmeo.

  • Cuiabano | Sábado, 17 de Fevereiro de 2018, 12h42
    7
    1

    Essa conversa fiada pode até enganar alguns otários, puxa saco etc, mas Ministro do STF, FUX, quero ver. Cadê o MP deste Estado que não pede o afastando dele, os princípios do art.37 da constituição federal não servem para nada, isso?

  • pedro luis | Sábado, 17 de Fevereiro de 2018, 12h14
    10
    1

    esse advogado está no direito dele. O direito de espernear...Está claro que o Emanuel recebeu dinheiro de propina, isso ficou muito evidente no depoimento. Ou alguém acha que aquele dinheiro era lícito? na calada da noite, em dinheiro vido? Só um idiota acreditaria que se tratava de dinheiro proveniente de coisa séria. Com a palavra o nobre prefeito...

  • joão batista | Sábado, 17 de Fevereiro de 2018, 12h12
    3
    0

    Minha estratégia de advogado seria a seguinte: como diminuir a pena.Se não procura outro. Qual a justiça que deve ser feita aos traidores do povo ainda mais sendo um natural da terra?

  • pantaneiro | Sábado, 17 de Fevereiro de 2018, 11h03
    5
    0

    Sinistro, sem defesa! Só uma pergunta: Cadê os midiáticos, pseudos salvadores da pátria, moralistas? Ah, me esqueci, esse não pode!!!

  • CIDADÃO CUIABANO | Sábado, 17 de Fevereiro de 2018, 08h45
    8
    1

    A prova CABAL é a IMAGEM onde o atual prefeito de Cuiabá é FLAGRADO roubando o DINHEIRO PÚBLICO usando seu paletó. TÚ ÉS USURPADOR E LADRÃO DO DINHEIRO PÚBLICO ISSO SIM!!!

  • LUNETA | Sábado, 17 de Fevereiro de 2018, 08h25
    3
    2

    ESSE SÍLVIO TÁ COM O FOREVER NA MÃO, COM RECEIO DE VIRAR UM ARQUIVO MORTO. POR ISSO FICA PIPOCANDO AS SUAS DECLARAÇÕES PRA SEMPRE GANHAR TEMPO OU MAIS ALGUNS MESES RESPIRANDO, JÁ QUE A JUSTIÇA É LEEEEEENTA!

  • marlan | Sábado, 17 de Fevereiro de 2018, 07h49
    7
    1

    "Seu dotô" contra fatos não ha argumentos. Se esqueceu?

  • marlan | Sábado, 17 de Fevereiro de 2018, 07h49
    4
    2

    "Seu dotô" contra fatos não ha argumentos. Se esqueceu?

  • Paletó da corrupção | Sábado, 17 de Fevereiro de 2018, 06h48
    7
    2

    Contrata o Perito do Jajah, o tal do Medina, ele ajuda você a anular a delação em um tapa. Ele vai dizer que o Paletó é do Paraguai, portanto falso, e que, o dinheiro, foi uma gentileza do Silval, fruto de uma amizade sincera entre ambos.

  • Juca de Cuiabá | Sábado, 17 de Fevereiro de 2018, 05h43
    6
    2

    ESSE ADVOGADO É MUITO BABACA.... DINHEIRO NO BOLSO..... CONTA SE RECEBE NO BOLETO OU TRANFERENCIA BANCARIA..... NÃO EM DINHEIRO VIVO COLOCANDO NOS BOLSOS . DESCULPA COLEGA VOCÊ É UM GRANDE BABACA... OU TÁ GANHANDO MUITA GRANA NOSSA... 😅🤣😃🤣😃🤣😃🤣

  • João Cuiabano do Nascimento | Sábado, 17 de Fevereiro de 2018, 00h55
    32
    8

    "na verdade, se tratava do pagamento de uma dívida do ex-governador com seu irmão, Marco Polo Pinheiro, o Popó, proprietário do Instituto Mark, que realiza pesquisas eleitorais" kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk Sr. advogado pelo amor hein, sei que Vossa Excelência doutor tem o sagrado direito de mentir em favor do seu cliente, aliás a mentira em Mato Grosso funciona mais que a verdade as vezes pois, a memória do povo é curta. Mas, aí já é demais...só a cara sínica do Emanuel pegando o dinheiro, caindo no chão, rindo, colocando no bolso dando uns pulinhos e ainda brincando eee Silvioo que, sequer pegou recibo de pagamento, dinheiro sem origem e sem destino certo, uma grande safadeza, é muita safadeza nessa política e o povo esta enojado...

  • Juca de Cuiabá | Sexta-Feira, 16 de Fevereiro de 2018, 23h52
    36
    8

    ESSE ADVOGADO É MUITO BABACA.... DINHEIRO NO BOLSO..... CONTA SE RECEBE NO BOLETO OU TRANFERENCIA BANCARIA..... NÃO EM DINHEIRO VIVO COLOCANDO NOS BOLSOS . DESCULPA COLEGA VOCÊ É UM GRANDE BABACA... OU TÁ GANHANDO MUITA GRANA NOSSA... 😅🤣😃🤣😃🤣😃🤣

  • De olho nos ladrao Mt | Sexta-Feira, 16 de Fevereiro de 2018, 23h25
    28
    8

    Tudo ladrao, fala verdade !!! Para palhaçada povo casou tanta mentira de vagadudos ladrao dinheiro povo # fato !!!

  • Analista Político | Sexta-Feira, 16 de Fevereiro de 2018, 22h50
    41
    12

    Dinheiro para pagar pesquisa kkkkkkk. Se o advogado é ingênuo o povo não é.

INFORMES PUBLICITÁRIOS

MAIS VÍDEOS