22 de Novembro de 2019,

Política

A | A

Quinta-Feira, 17 de Abril de 2014, 16h:30 | Atualizado:

Aécio Neves pede que PP fique com Taques

Em visita a Mato Grosso, o presidenciável Aécio Neves (PSDB) pediu ao presidente regional do PP, deputado estadual, Ezequiel Fonseca para que os progressistas caminhem com o pré-candidato ao governo do Estado, o senador Pedro Taques (PDT). A intenção do tucano é minar o apoio do PP à reeleição da presidente Dilma Rousseff (PT), uma vez que o partido apesar de ser independente, está na base do governo Silval Barbosa (PMDB).

Tendo a sigla progressista no arco de aliança da oposição, Aécio garante palanque no Estado, uma vez que os tucanos estão aliados com o senador pedetistas. Contudo, o PSB está no arco e tem Eduardo Campos, como candidato a Presidência da República.

Apesar da Executiva nacional do PP seguir com Dilma, deu autonomia de coligação em todos os Estados. O encontro entre o deputado progressista e o presidenciável tucano aconteceu durante a feira agropecuária Parecis Super Agro, em Campo Novo dos Parecis (396 km a noroeste da capital). “Em uma conversa informal, ele (Aécio) nos pediu que acompanhássemos o senador Pedro Taques”.

Segundo Fonseca, o PP ainda está em fase de diálogos, tanto na oposição, quanto no arco da base de sustentação ao governo Silval Barbosa (PMDB). O progressista não garantiu, mas há fortes chances de o PP caminhar com a oposição, uma vez que segundo o próprio deputado, o grupo da base ainda está indefinido e o único pré-candidato consolidado é o pedetista.

O partido exige uma vaga na chapa a majoritária, seja para vice, Senado ou suplência. À frente da legenda tem o nome do empresário Eraí Maggi. Ezequiel disse ainda que a principal meta da sigla, além da vaga na majoritária, é fazer uma boa chapa proporcional e garantir o maior número de candidatos a deputado estadual e federal.

“Ainda estamos em um cenário confuso. Pelo arco da base governista não tem candidato definido, então há uma insegurança no arco. Mas, vamos esperar o grupo escolher o nome que irá disputar ao governo, para em um segundo momento, avaliarmos qual o melhor caminho que o PP deve seguir. O partido quer investir na proporcional e fazer o maior número de candidatos a estadual e eleger um federal”, ressaltou Fonseca que é pré-candidato à Câmara Federal.

Postar um novo comentário

Comentários

  • Comente esta notícia

INFORMES PUBLICITÁRIOS

MAIS VÍDEOS