11 de Agosto de 2020,

Política

A | A

Terça-Feira, 23 de Janeiro de 2018, 17h:06 | Atualizado:

CPI DAS PEDALADAS

Base indica 4 deputados para CPI; oposição aguarda novo bloco

Presidente da AL cita regimento para definir nomes de CPI; Janaína Riva alega que blocos serão definidos após volta do recesso

AL-PLENARIO.jpg

 

Quatro dos cinco nomes que integrarão a Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) que irá investigar o uso de recursos oriundos dos fundos constitucionais já foram definidos. Todos os parlamentares indicados são do bloco governista. São eles: Leonardo Albuquerque (PSD), Mauro Savi (PSB), Ondanir Bortolini “Nininho” (PSD) e Romoaldo Júnior (MDB).

Os quatro foram indicados atendendo a solicitação feita pelo presidente da Assembleia Legislativa de Mato Grosso (AL-MT), Eduardo Botelho, de que a indicação deveria ser feita até esta terça-feira, de acordo com o prazo regimental. Destes, Leonardo Albuquerque e “Nininho” sequer assinaram o requerimento para instauração da comissão.

Falta apenas a indicação de um nome, que deverá vir do bloco da oposição, formado por Allan Kardec (PT), Janaina Riva (MDB), Valdir Barranco (PT) e Zeca Viana (PDT).

O nome da oposição ainda não foi indicado porque os parlamentares do bloco preferem aguardar o retorno do recesso, em fevereiro, para escolher o nome, tendo em vista que pode ser criado um novo bloco parlamentar, formado por deputados que faziam parte da base aliada de Taques e articulam formar um “bloco independente”. 

Botelho solicitou que o líder do governo e do Bloco Integração, Dilmar Dal’Bosco (DEM) e a líder da oposição, Janaina Riva (MDB) indicassem os deputados que iriam compor a CPI. Porém, Janaina Riva (PMDB) se recusou a indicar. “O regimento interno diz que a cada inicio de ano parlamentar, são criados os blocos. Então só podemos indicar os membros quando os blocos forem criados. Já respondi ao presidente de maneira oficial sobre isso”, disse a parlamentar, na última semana.

O presidente da AL-MT, entretanto, não esperou, alegando que o regimento da Casa prevê que a comissão tenha os membros definidos cinco dias após sua leitura em plenário. Nos bastidores, o eminente bloco independente já conta com cerca de 10 deputados. 

CPI DAS PEDALADAS

A CPI irá investigar possíveis casos de desvio de finalidade do Fundeb (Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação) e do Fethab (Fundo Estadual de Transporte e Habitação) por parte do Governo do Estado.

Deputados da oposição e da situação assinaram a proposição, liderada pelos deputados Allan Kardec (PT) e Oscar Bezerra (PSB). Além deles, Valdir Barranco (PT), Janaina Riva (PMDB), Silvano Amaral (PMDB), Romoaldo Junior (PMDB), Zeca Viana (PDT), Adalto de Freitas (Solidariedade), Mauri Savi (PSB), Adriano Silva (PSB), Zé Domingos Fraga (PSD), Baiano Filho (PSDB), Guilherme Maluf (PSDB), Wancley Carvalho (PV) e o próprio líder do Governo na AL, Dilmar Dal Bosco (DEM) assinaram.

 



Postar um novo comentário

Comentários (3)

  • Érica | Quarta-Feira, 24 de Janeiro de 2018, 11h12
    0
    0

    Com esses nomes aí não vai virar nada. Querem apostar quanto?

  • Túlio | Terça-Feira, 23 de Janeiro de 2018, 20h33
    2
    0

    Bateu o desespero. Botelho patrolou o regimento para nomear os cupinxas do governador. Com certeza haverá judicialização porque primeiro dever-se-ia criar os blocos e depois definir os membros da CPI. Infelizmente em MT Taques faz o que quer e é capaz de ainda escalar o presidente do TJ pra fazer uma peixada pra ele. Aff

  • Jocadomas | Terça-Feira, 23 de Janeiro de 2018, 17h12
    18
    2

    vamos ser sinceros, isso é pra morder o governador e vai custar caro, pode escrever, quem tem mais idade como esse aqui sabe do que fala

INFORMES PUBLICITÁRIOS

MAIS VÍDEOS